Notícia

Universia Brasil

Unesp inaugura agência de inovação

Publicado em 07 outubro 2009

A Unesp - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - inaugurou no último dia 6 de outubro, no campus da Barra Funda, em São Paulo, a AUIN Agência Unesp de Inovação. O objetivo do órgão, que nasceu do já existente NIT Núcleo de Inovação Tecnológica, é proteger a produção intelectual dos pesquisadores e estimular a aproximação entre pesquisadores e sociedade.

A Agência responderá também pela coordenação dos processos de registro, proteção e licenciamento de inovações tecnológicas e defesa das políticas institucionais de proteção intelectual e de outras formas de transferência tecnológica. Também acompanhará o processamento, a obtenção e a manutenção dos títulos de propriedade intelectual da UNESP, bem como as negociações da instituição com o setor produtivo.

Com 120 m², a AUIN ocupará quatro salas no piso térreo do prédio do Instituto de Física Teórica, junto ao NCC Núcleo de Computação Científica, com quem compartilhará uma sala de treinamento e uma sala de reuniões.

De acordo com o diretor executivo da AUIN, José Arana Varela, a produção científica brasileira carece de proteção. Segundo dados por ele apresentados, o Brasil destina 1,9% do seu PIB Produto Interno Bruto à ciência e tecnologia. Como resultado, o País já responde por 2,1% da produção acadêmica internacional. No entanto, apenas 0,2% desse material gera patentes. A missão da agência é gerenciar a política de inovação na Unesp, pois esse conhecimento não é protegido, disse. Por isso, explicou, a AUIN atuará a partir de duas premissas: propriedade intelectual e transferência de tecnologia.

Um dos primeiros desafios da Agência é otimizar a relação entre empresa e universidade. Conforme apontou Luiz Antonio Vane, diretorpresidente da Fundunesp Fundação para o Desenvolvimento da Unesp, um dos grandes problemas nessa relação referese ao tempo de resposta de cada instituição. Essa agência tem a agilidade necessária para atender às empresas por meio da universidade, afirmou.

A observação de Celso Lafer, presidente da Fapesp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, obedece ao mesmo raciocínio. Para ele, há descompasso entre a produção do conhecimento e a geração de patentes. A Agência está preparada para enfrentar esse tipo de dificuldade, além de resolver o problema da sincronização entre o tempo das empresas e o da Universidade, disse.

Para o reitor da Unesp, Herman Jacobus Voorwald, a criação da AUIN contribui com o projeto da instituição. A Universidade tem um plano institucional e essa inauguração faz parte desse plano, explicou.