Notícia

Aprendiz

Unesp auxilia na revitalização do carnaval de São Luiz do Paraitinga

Publicado em 17 fevereiro 2012

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) dará prosseguimento neste carnaval a um projeto que realiza em parceria com a prefeitura de São Luiz do Paraitinga, no Vale do Ribeira, para aliar a realização da festa popular, que representa um dos principais motores da economia do município paulista, à preservação de seu patrimônio histórico.

De acordo com a Unesp, a principal mudança na organização da festa este ano será a concentração dos carros de som dos blocos carnavalescos na nova Praça de Eventos, projetada pelo professor José Xaides de Sampaio Alves, do curso de Arquitetura da universidade, campus de Bauru.

Idealizada para receber um público de 30 mil pessoas, a praça forma um conjunto arquitetônico com o ginásio de esportes e a nova rodoviária da cidade, facilitando o fluxo de turistas.

Segundo Alves, o projeto do espaço bem como as outras medidas - como alterações nos espaços destinados ao público, a criação de bolsões de estacionamento e a limitação de tráfego de automóveis na cidade - estavam previstos no Plano Diretor da cidade, sancionado após a enchente de 1º de janeiro de 2010, e coordenado pelo pesquisador.

Com as mudanças, Alves estima que diminuirá o impacto da presença do grande público sobre os casarões antigos do centro da cidade, local habitual do carnaval luizense. Mas, para também preservar a história da festa, bandas e blocos tocarão suas tradicionais marchinhas sem os carros de som e para menos pessoas na tradicional Praça Oswaldo Cruz e no Mercado Municipal.

Outras ações do governo municipal foram tomadas sob orientação de pesquisas de opinião feitas com moradores da cidade e turistas participantes das festas de 2009 e 2011 pelos professores Mauricio Delamaro e Arminda Campos, do curso de engenharia de produção da Unesp em Guaratinguetá.

Entre os dados coletados, Delamaro destaca que a população pedia algumas medidas de controle no número de turistas em cada dia das festividades e outras voltadas para o conforto dos participantes do carnaval.

As ações teriam a finalidade de evitar problemas ocorridos em 2009, como falta de água e energia elétrica, trânsito caótico e comércio irregular, entre outros, causados pelo excesso de público.

A manutenção dos prédios históricos e da cultura local sem prejudicar a realização do carnaval de massa foram as diretrizes para ações da prefeitura, como o gerenciamento de vendedores ambulantes, contratação de seguranças e instalação de banheiros químicos, entre outras.

Para medir a aprovação das mudanças, Delamaro e alunos de Guaratinguetá farão pesquisas com os turistas durante os dias do evento e também ouvirão os moradores e empreendedores do município após o carnaval.

Desde 2005, professores da Unesp estão presentes em São Luiz do Paraitinga. Eles realizaram projetos para a formação de gestores públicos e para a elaboração do Plano Diretor, com a participação popular, coordenados por José Luís Bizelli, professor do curso de administração da Unesp, campus de Araraquara.

Com as enchentes que destruíram o patrimônio histórico da cidade, foram formadas 11 frentes de diferentes áreas, como engenharia, arquitetura, administração pública, psicologia, medicina e outras, para auxiliar a prefeitura na reconstrução.

A experiência gerou a obra Gestão em momentos de crise, publicada pela Editora Unesp, em 2011.

Fotos, desenhos e textos produzidos pelo Programa Unesp para o Desenvolvimento Sustentável de São Luiz do Paraitinga podem ser acessados pelo acervo digital do Museu de História e Arte Regional de São Luiz do Paraitinga (MHAR) em www.acervodigital.unesp.br/mhar-slp.

(Agência Fapesp)