Notícia

Jornal da USP online

Unesco promove fórum internacional sobre inteligência artificial na USP

Publicado em 12 dezembro 2019

Por Adriana Cruz

Evento também conta com a parceria do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR e do Governo Federal

O objetivo geral do fórum, que segue até o dia 13 de dezembro, é conscientizar e promover a reflexão sobre as oportunidades e os desafios que a inteligência artificial e suas tecnologias representam – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

A USP sedia, nos dias 12 e 13 de dezembro, o Fórum Regional sobre Inteligência Artificial na América Latina e Caribe, promovido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) e pelo Governo Federal, por meio do Ministério das Relações Exteriores (MRE) e o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC).

O objetivo geral do fórum é conscientizar e promover a reflexão sobre as oportunidades e os desafios que a inteligência artificial e suas tecnologias representam para sociedades, governos, organizações e cidadãos. A conferência também explorará o potencial do tema ??em relação aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. A programação completa está disponível neste link.

A abertura do evento, promovida no anfiteatro Camargo Guarnieri, no campus da USP em São Paulo, contou com a presença do reitor da USP, Vahan Agopyan, e do ministro do MCTIC, Marcos Pontes.

“Este evento é uma grande oportunidade para interagirmos com os participantes e mostrar o que estamos fazendo nessa área na Universidade. Temos trabalhado com esse tema nas últimas três décadas e é muito bom vermos que, agora, estamos realmente cuidando dessas novas ferramentas para o desenvolvimento da sociedade em vários aspectos”, afirmou o reitor.

Para o ministro Marcos Pontes, “há aplicações de inteligência artificial em várias áreas. Trata-se de uma ferramenta muito poderosa, mas que, no final das contas, tem que estar sob o comando e a decisão dos seres humanos. Nós temos essa capacidade de juntar as ideias, de termos a emoção para nos ajudar no julgamento. Cada vez mais temos desafios em termos de recursos, alimentos e outras coisas que podem vir pela frente”.

Também participaram da cerimônia de abertura o diretor-geral assistente para Comunicação e Informação da Unesco, Moez Chakchouk, e o coordenador do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), Maximiliano Martinhão.

O presidente da Fapesp, Marco Antonio Zago (à esquerda) e o ministro Marcos Pontes assinaram um convênio visando à criação e ao financiamento de oito centros de pesquisa na área de inteligência artificial e segurança cibernética – Foto: Marcos Santos / USP Imagens Fronteiras do conhecimento

Na cerimônia, também foi assinado um convênio entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), o MCTIC e o CGI.br, visando à criação e ao financiamento de oito centros de pesquisa na área de inteligência artificial e segurança cibernética.

“Estamos assinando este acordo para a criação de centros de pesquisa na fronteira do conhecimento. Esses centros serão multidisciplinares e promoverão progresso no conhecimento básico. Portanto, esperamos que esses centros concentrem pesquisadores nas mais diferentes áreas”, destacou o presidente da Fapesp, Marco Antonio Zago.

Zago adiantou que o edital com mais detalhes sobre o projeto deverá ser lançado no próximo dia 18 de dezembro.