Notícia

Folha da Região (Araçatuba, SP)

Uma das melhores ferramentas de estímulo à inovação é os fundos de investimento

Publicado em 10 agosto 2012

Uma das melhores ferramentas de estímulo à inovação é os fundos de investimento – os venture capital. Tanto a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) quando o BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) dispõe de recursos visando estimular a formação desses fundos. · Um dos problemas centrais, explica João Furtado – Coordenador da Área de Pesquisas e Inovação da Fapesp – são os sistemas de controle que inibem atitudes mais ousadas dos investidores.

Todo projete inovador tem três fases. Na Fase 1, a ideia. Na Fase 2, a abordagem para colocar a idéia de pé. Na Fase 3, o investimento maciço. Os fundos têm que correr riscos, diz Furtado. Se o fundo buscar altas taxas de sucesso, só irá atrás de ideias já provadas – e, portanto, menos inovadoras. A idéia altamente inovadora é de alto risco. Se o criador do Facebook apresentasse um projeto no qual as pessoas se cadastrassem para mostrar fotos de família, provavelmente não conseguiria nenhum aporte no país. Daí a necessidade de ousar e deixar o mercado dar a última palavra. Portanto, os fundos deveriam lidar com altas taxas de risco na Fase 1, um pouco menos na Fase 2 e ser mais conservadores apenas na Fase 3.

• É preciso soltar amarras e permitir ao sistema ser mais criativo, propõe Furtado.

 

 

 

 

 

Folha de Araçatuba – Araçatuba – 10-08-12 –  – Geral