Notícia

Folha de S. Paulo

Um defeito de cor

Publicado em 22 abril 2007

Por Marcelo Leite
Quem não comprar e ler um livro com esse título é ruim da cabeça ou doente do ouvido. Fisgado por ele e pelos elogios de Millôr Fernandes na orelha do romance, enfrentei as 952 páginas escritas por Ana Maria Gonçalves. Saí mais feliz do que entrei. E olhe que o livro tem muitos defeitos, a começar pelo tamanho injustificado (mesmo após ter ceifado 450 páginas, a autora poderia ter muito bem dispensado outras 300, mas parece ter se afeiçoado demais aos frutos de dois anos de pesquisa). A autobiografia de Kehinde (Luísa Andrade da [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.