Notícia

BioSaber

Um caracol científico entre os cânions piauienses: Museu da Natureza

Publicado em 30 dezembro 2018

Ei, psiu! (cochichando) Me informaram recentemente de um lugar bem interessante para visitar…uma capivara “acolá” segredou-me no ouvido. Quer vir comigo?

Mas, antes mesmo do nosso primeiro self, quero que guarde o celular (é só um momento, vai ser rápido) e tenha em mente algumas recomendações que vou compartilhar: você poderá estar exposto às primeiras fagulhas do Big Bang; presenciará em detalhes o desenvolvimento do Universo ao longo de bilhões de anos; será atraído pela gravidade, calor e pressão dos processos de formação do Sistema Solar e irá “dar de cara” com a evolução geológica e biológica do planeta Terra. Que intenso!

Olhe para trás agora. Muitas testemunhas silenciosas de um passado primitivo lhe convidam à conhecer a cronologia de suas histórias. Suas pupílas o lançam para olhar sabe o que? Adivinha só: Fósseis de organismos extintos, como dinossauros e mamíferos da megafauna!

Ainda mais longe, nossa jornada convida-nos a conhecer a nós mesmos: o percurso do Homo sapiens na história do planeta e sua influência nas condições climáticas. No fim do passeio, a voz da ilustríssima Maria Bethânia lança, em uma narrativa, o desafio da reflexão e imersão das atividades como espécie promotora no infeliz papel da extinção da diversidade biológica atual e a responsabilidade de preservá-la.

Que tipo de lugar poderia oferecer esta experiência ímpar?…para a nossa felicidade de muitas pessoas, ele já existe.

O Museu da Natureza

O Museu da Natureza, construído no município de Coronel José Dias (Estado do Piauí), foi inaugurado em 18 de dezembro (terça-feira) próximo ao Parque Nacional da Serra da Capivara (porém fora da área de preservação), idealizado pela Fundação do Homem Americano (Fumdham) em parceria com a AD Arquitetura (A. Dell’Agnese Arquitetos Associados). Há em andamento alguns estudos para o projeto do Hotel & Resort Park, onde aguarda investidores para a sua construção. O projeto visa contemplar os visitantes do museu.

E por falar em Parque Nacional da Serra da Capivara, estamos tratando de um gigante nordestino. Caracteriza-se por ser um importante marco histórico nas pesquisas arqueológicas (restos e vestígios de pinturas rupestres e artefatos deixados por homens pré-históricos, evidenciando a presença de seres humanos no local em torno de 50 mil anos), e paleontológicas para a Região Nordeste com reconhecimento mundial, criado sob o status de unidade de conservação em 1979 pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

É declarado desde 1991 como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura). O Parque está dividido em quatro municípios piauienses: Brejo do Piaui, João Costa, São Raimundo Nonato e o próprio Coronel José Dias.

As peripécias da arqueóloga

A arqueóloga Niède Guidon (1933-), fundadora e diretora-presidente da Fumdham, recebeu apoio financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no valor R$ de 13,7 milhões, onde 68% do recurso, aprovado em 2013, foi utilizado na viabilização do museu.

As conversas fomentadas com o banco sobre a proposta tiveram início em 2003, porém não teve maiores avanços até o ano de 2008, quando o BNDES solicitou um desenho arquitetônico mais detalhado. A verba para tirar a ideia do papel saiu apenas 5 anos depois (enfim, o tão aguardado “sim, pode construir!” tinha saído). As obras iniciaram em 2017, com término em 2018.

O museu por fora e por dentro

A estrutura externa do museu, curiosamente em formato de caracol (para a diversão aérea dos drones, pesquisadores e entusiastas científicos de plantão – a imersão já começa por ai!), possui o objetivo de provocar uma visão reflexiva aos visitantes, como uma forma de exemplificar a sucessão dos eventos evolutivos e históricos. A “nova joia” do Parque abriga em torno de 1700 metros de área expositiva permanente e mais 700 metros para eventos e exposições temporárias.

Em seu interior, os elementos impressionam. Os visitantes terão a oportunidade de realizar passeios virtuais pela topografia computadorizada do Parque (com o auxílio de óculos 3D), explorando as formações geológicas únicas que o tornam famoso, além de abrigar uma exposição de fósseis pertencentes à organismos que existiram na região há milhares de anos, hoje extintos (preguiças gigantes, lhamas, ursos e mastodontes). É um passeio e tanto!

Este slideshow necessita de JavaScript.

A exposição também ilustra a região da Serra da Capivara e o Nordeste Brasileiro como ninguém nunca viu – testemunhas de grandes alterações climáticas e territoriais. Com o um misto de tecnologia (painéis retroprojetores), quem visita o museu pode acompanhar na íntegra essas transformações, tanto do processo evolutivo dos seres vivos como da paisagem geográfica.

O Museu da Natureza se levanta para amplificar, junto com o próprio Parque, a importância científica e cultural para a região, incentivar a visita dos sítios arqueológicos, proporcionando dessa forma um maior potencial turístico para o Piauí.

Apertando o botando na mesma tecla, Guidon sempre reafirma que o Parque Nacional Serra da Capivara poderia, sim, receber 1 milhão de visitantes por ano, mas infelizmente certas logísticas estão envolvidas, como o déficit financeiro para a manutenção, hospedagem precária para os visitantes e o difícil acesso. Se faz necessário maior investimento no turismo desse e de outros locais, se ainda quisermos apreciar o valor dessas iniciativas que nos proporcionam, a cada visita, um fascínio ímpar do conhecimento.

Ultimato de Niède Guidon?

Durante uma entrevista concedida para a Revista Pesquisa Fapesp, Niède Guidon explica a importância da construção do Museu da Natureza e sua representatividade para com as pesquisas do Parque Nacional da Serra da Capivara, mesclando a comentários de sua longa, cansativa e árdua batalha frente a preservação do patrimônio, desde que se instalou na região em 1973, integrada a missão Arqueológica Franco-Brasileira em parceria com o Museu de História Natural de Paris, dando o pontapé inicial dos primeiros projetos de arqueologia no Piauí.

Provavelmente, a inauguração do museu foi seu último ato. A arqueóloga comenta sobre o fim de sua jornada como diretoria da Fundação do Homem Americano e possível partida de volta à França. Aos 85 anos, sua locomoção está limitada devido às sequelas de uma febre chikungunya contraída em 2016. Como indicação para substituí-la, a presidência da Fumdham passará para as mãos da bióloga Marcia Chame, pesquisadora da Fiocruz (Fundação Osvaldo Cruz) do Rio de Janeiro. Confira a entrevista.

Será que ela irá sair mesmo?

O Museu da Natureza está aberto de quarta à sexta, nos horários de 13h às 19h. Para mais detalhes, entre em contato com o ICMBio (61) 2028-9280) ou com a Fundham (89) 3582-1700 / (89) 3582-1612; e seu email contato@fumdham.org.br

___________________________________________________

Referências Bibliográficas

AGÊNCIA BNDES DE NOTÍCIAS. Museu da Natureza é inaugurado no Piauí. Banco Nacional do Desenvolvimento, 18 dez. 2018. Disponível em: https://agenciadenoticias.bndes.gov.br/detalhe/noticia/Museu-da-Natureza-e-inaugurado-no-Piaui/>. Acesso em: 30 dez. 2018.

CIAMPI, L. E. Museu da Natureza irá incentivar turismo em sítio pré-histórico. AECweb. Disponível em: https://www.aecweb.com.br/cont/m/rev/museu-da-natureza-ira-incentivar-turismo-em-sitio-prehistorico_11174_0_0>. Acesso em: 30 dez. 2018.

ICMBIO. Serra da Capivara inaugura Museu da Natureza. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, 19 dez. 2018. Disponível em: http://www.icmbio.gov.br/portal/ultimas-noticias/20-geral/10149-serra-da-capivara-inaugura-museu-da-natureza>. Acesso em: 30 dez. 2018.

MACEDO, V. Museu da Natureza é inaugurado na Serra da Capivara. Piauí, Governo do Estado, 18 dez. 2018. Disponível em: http://www.pi.gov.br/materia/governo/museu-da-natureza-e-inaugurado-na-serra-da-capivara-6836.html>. Acesso em: 30 dez. 2018.

PIVETTA, M. Niède Guidon: “Inauguro o Museu da Natureza e vou descansar.” Revista Pesquisa Fapesp 272, out. 2018. Disponível em: http://revistapesquisa.fapesp.br/2018/10/17/niede-guidon-inauguro-o-museu-da-natureza-e-vou-descansar/>. Acesso em: 30 dez. 2018.

Foto de capa: visualização aérea do Museu da Natureza.

Fonte: https://glamurama.uol.com.br/museu-da-natureza-no-piaui-sera-inaugurado-em-dezembro-e-promete-imersao-total-na-origem-do-planeta/

(Encontrou erros na publicação? Quer sugerir atualizações? Entre em contato conosco! Sua ajuda, para promover a ciência, é extremamente importante)!

-6.786643 -43.040952