Notícia

Esteta

UFMG relança revista da década de 1920

Publicado em 14 dezembro 2012

A Revista da Universidade Federal de Minas Gerais, criada originalmente na década de 1920, será relançada nesta sexta-feira (14/12), 43 anos depois de sua circulação ter sido interrompida.

Segundo a UFMG, nesta nova fase, a publicação será semestral, passando a incorporar moderno projeto gráfico e linha editorial que buscará explorar, a cada número, uma temática contemporânea específica, numa perspectiva transdisciplinar, com a colaboração de especialistas de diversos campos do conhecimento.

Na edição que marca o retorno da revista, o tema tratado é o corpo, abordado do ponto de vista plural da física, da biologia, da antropologia, das artes, da cultura e da demografia.

Com 242 páginas, a publicação conta com a contribuição de autores como o professor do Departamento de Física e reitor da UFMG na gestão 1998-2002, Francisco César de Sá Barreto; os professores Maria Esther Maciel, da Faculdade de Letras, e Marcos Hill, da Escola de Belas-Artes; o pesquisador e poeta Affonso Ávila, e o professor da Faculdade de Ciências Econômicas Cássio Turra, entre outros.

Há ainda artigos de autores estrangeiros como o filósofo francês Jean-Luc Nancy, da Universidade de Strasbourg, e o diretor da École des Hautes Études en Sciences Sociales e do Centre National de la Recherche Scientifique, na França, Christian Jacob.

"A revista terá uma comissão editorial permanente ao lado de um grupo que vai se modificar de acordo com o tema escolhido para cada um de seus números", disse João Antônio de Paula, pró-reitor de Planejamento da UFMG e editor da publicação.

A Revista da Universidade Federal de Minas Gerais surgiu como um relatório de atividades e decisões de congregações e conselhos, com periodicidade irregular. Até os anos 1950, foram veiculados em alguns números poucos artigos acadêmicos. É nessa mesma década, no entanto, que a publicação passa por mudanças e ganha novo perfil editorial, assumindo caráter de publicação científica.

De Paula conta ter se surpreendido com a produção científica revelada nas páginas da revista.

"Consta que a pesquisa na UFMG se intensificou a partir da reforma universitária do final da década de 1960. Mas a Revista mostra que bem antes disso havia produção significativa e inovadora em pesquisa científica em todos os campos do conhecimento e, também, nas áreas cultural e artística", disse.

Criada em 1929, a Revista da UFMG circulou até 1969, quando teve sua circulação suspensa. Foram 21 edições, sendo que, somente entre 1950 e 1969, 124 artigos, abrangendo 33 áreas de conhecimento, foram publicados, traduzindo o profícuo ambiente intelectual e científico da UFMG.

O próximo número, que circulará no fim do primeiro semestre de 2013, abordará outra temática premente da atualidade: a cidade, a ser tratada por pesquisadores de diversas formações disciplinares.

O lançamento da nova edição da Revista da Universidade Federal de Minas Gerais ocorrerá no dia 14 a partir das 17h, na Sala de Sessões da Reitoria - Campus Pampulha da UFMG.

Mais informações: www.ufmg.br

Fonte: Agência FAPESP