Notícia

Agência C&T (MCTI)

Turismo consolida São Carlos como berço da cultura e do conhecimento

Publicado em 18 maio 2008

Em razão de abrigar importantes centros de pesquisas, companhias científicas e instituições acadêmicas, São Carlos é reconhecida no cenário tanto nacional, quanto internacional, como a Capital da Tecnologia. Este título proporcionou um excelente impacto no setor de turismo movimentando, no ano de 2007, mais de R$ 162 milhões, segundo estudo realizado pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). A projeção para 2008 é 5,6% superior, devendo atingir a cifra em torno de R$ 171 milhões, estimando a presença de 274 mil turistas.

Para 2010, a meta é movimentar cerca de R$ 191 milhões, registrando mais de 300 mil turistas. “É muito importante salientar que o ‘boom’ deste crescimento se deve à visão administrativa do prefeito Newton Lima, que determinou a transferência da área de turismo para a pasta de Desenvolvimento Sustentável’, avalia o diretor do Departamento de Fomento ao Turismo, Emiliano Saran de Azevedo. ‘Em outras gestões, esse setor não passava de mera figuração, sendo jogado como simples adendo de esportes e Iazer”,  raciocina.

Inserida num planejamento estratégico em prol do crescimento do turismo são-carlense, a Prefeitura traçou sua política baseada em duas pesquisas coordenadas pelos professores doutores Paulo Milone e Beatriz Lage, com recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). O Conselho Municipal de Turismo (Comunitur) foi todo reformulado, passando de 40 para 56 integrantes entre titulares e suplentes, aumentando a participação da sociedade civil.

Outra medida adotada foi a formulação de diversas parcerias com instituições educativas, organizações não governamentais e associações empresariais, com o estímulo de fomentar novos negócios, captar eventos e desenvolver o turismo regional. ‘Outro ponto defendido pelo prefeito foi potencializar as parcerias com os municípios vizinhos, fortalecendo assim toda a região Central do Estado”, observa o diretor de Turismo.

Fechar negócios e adquirir conhecimento

Combinando um expressivo parque industrial, que engloba empresas do porte da Tecumseh, Volkswagen, Faber-Castell e Electrolux, com duas das melhores universidades públicas do país, Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos atrai 56% de seus visitantes para a motivação de eventos (7,9%), negócios (24,8%) e estudos (23,6%). Cerca de 12,3% visitam amigos e parentes e 31,4% são atraídos pelas atividades de lazer.

No setor comercial o município possui o Shopping Center Iguatemi, a parte alta e a baixada, que se transformaram em grandes eixos de referência para a realização de compras e entretenimento aos consumidores da região. A cidade também apresenta um excelente portifólio de atrações e eventos, abrangendo fazendas históricas (Pinhal, Vale do Quilombo e Santa Maria), Museu de Aviação da TAM, Parque Eco-Esportivo Damha e o Parque Ecológico “Dr. Antonio Teixeira Vianna”. Em épocas específicas, o calendário anual da cidade comemora vários eventos tradicionais, como a Festa do Clima, a carreata de São Cristóvão, a peregrinação até o santuário da Nossa Senhora de Aparecida da Babilônia e o aniversário da cidade. Outras celebrações foram criadas pela atual gestão como a Festa do Milho, no distrito de Água Vermelha, e a Festa da Laranja com Açúcar, em Santa Eudóxia “A comemoração do sesquicentenário englobou uma série de festas durante todo o ano de 2007, proporcionando assim um expressivo incremento em nossa economia local”, contabiliza o diretor. “Não podemos esquecer também os eventos culturais e esportivos de expressão nacional, em virtude dos espaços do Sesc e do ginásio Milton Olaio”, complementa.

Infra-estrutura de ponta

Para continuar esse planejamento de expansão turística, a Prefeitura também angariou verbas junto aos governos estadual e federal, através da Secretaria Estadual de Turismo, do Ministério do Turismo e de emendas parlamentares. Em conseqüência do empenho do prefeito Newton Lima (PT), foram concluídos ou estão em fase de elaboração os seguintes projetos: construção do boulevard no centro comercial (R$ 6,7 milhões), urbanização e duplicação de 1 km da rodovia “Dr. Paulo Lauro” (R$ 565 mil), reformas no santuário da Babilônia (R$ 257 mil), dispositivo de acesso à rodovia Domingos Innocentini e Fazenda Pinhal (R$ 480 mil), recapeamento da rodovia Guilherme Scatena (R$ 2,6 milhões), instalação de sinalização turística (R$ 180 mil), melhorias no pavilhão São Carlos Exposhow (R$ 200 mil) e verba para a Festa das Nações (R$ 100 mil).

A Prefeitura também incentivou a reformulação de trevos de acesso investindo 1,3.milhão em desapropriações. Com dinheiro do Estado e da concessionária Socicam, o Terminal Rodoviário “Paulo Egídio Martins’ está sendo todo reformado, oferecendo maior segurança e mais conforto aos passageiros. O Hospital-Escola Municipal “Prof. Dr. Horácio Carlos Panepucci”, inaugurado em novembro de 2007, revigorou o visual da principal entrada da cidade. “Não podemos esquecer do projeto de embelezamento, do programa de iluminação e do Plano Diretor, que tornaram São Carlos uma cidade mais bonita, mais agradável e com excelente qualidade de vida”, enfatiza Emiliano.

Com a proposta de inserir a sociedade civil no desenvolvimento urbanístico foi criado o Programa de Revitalização do Centro da Cidade, dando incentivos fiscais sobre o Imposto Prédial, Territorial e Urbano (IPTU) para os proprietários de casarões antigo que mantiverem sua arquitetura histórica. Outra medida foi a elaboração do IPTU Verde, concedendo descontos aos munícipios que apresentarem um projeto de arborização que não seja prejudicial às redes elétrica, de telefonia, de água e esgoto. Em breve será inaugurada a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Monjolinho, cuja obra reativará três cachoeiras, proporcionando um novo dinamismo ao turismo ecológico. “Podemos afirmar com convicção e muito orgulho que se é bom para a comunidade, é. bom para o turismo, e São Carlos é assim, boa para se viver”, finaliza Azevedo.