Notícia

Impacto MS online

Turine participa do lançamento do “Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovações”

Publicado em 03 outubro 2020

Na manhã de sexta-feira, 2, foi realizado o lançamento da 1ª edição do Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovações (MNCTI). Instituído pelo Decreto de nº 10.497, de 28 de setembro de 2020, o mês será dedicado à mobilização da população em torno de temas e atividades da ciência e à apresentação da produção de conhecimentos e debate dos resultados das pesquisas científicas e suas aplicações.

A cerimônia foi transmitida pelo canal do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). Participaram presencialmente o ministro Marcos Pontes; o presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) Evaldo Vilela; o secretário executivo do MCTI Julio Semeghini, a secretária de Articulação e Promoção da Ciência do MCTI, Christiane Corrêa; o secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI, Paulo Alvim; o secretário de Pesquisa e Formação Científica do MCTI, Marcelo Morales e a diretora de Cooperação Institucional do CNPq, Maria Zaira Turchi.

O ministro do MCTI Marcos Pontes agradeceu a todos pela participação na concretização do Decreto e pelo trabalho em prol do desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação. Ressaltou a importância da divulgação científica e da proximidade da população, especialmente dos jovens, da ciência, “para que vejam nela seu futuro, as possibilidades que têm à frente. Temos problemas no nosso planeta como um todo e quando acontece uma situação como a pandemia, vemos não só a importância da ciência, mas também da união para resolvermos os problemas em conjunto. Com a Covid-19 vimos que a ciência é a arma que temos para vencer o vírus, passamos por uma situação terrível, mas vamos sair dela. Graças à ciência, vamos sair melhores. A todos os estudantes que nos assistem, acreditem em seus sonhos. Essa talvez seja a parte mais importante, buscamos promover toda a infraestrutura para que vocês os realizem. Acreditem em seus sonhos, isso é o que vai mudar sua vida”, afirmou.

O presidente do CNPq Evaldo Vilela reforçou que a ponte entre ciência e a sociedade é imprescindível para o fortalecimento da pesquisa brasileira e o entendimento, por parte da população, da importância dos investimentos no setor para a promoção da qualidade de vida, saúde, desenvolvimento social e econômico, entre tantos outros benefícios. “Nós precisamos muito desse Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovações para implementarmos ainda mais ações de diálogo com a sociedade brasileira, de transbordamento do nosso conhecimento produzido”, disse.

“A iniciativa de promover um mês inteiro para enfatizar ações de ciência, tecnologia e inovações, pelo MCTI, é muito bem recebida aqui na UFMS, e temos muita satisfação em ver a quantidade de atividades previstas e o envolvimento pessoal do ministro astronauta Marcos Pontes. Com certeza é um movimento fundamental para a popularização da ciência e também para o fortalecimento das universidades. A UFMS apoia e estará presente”, afirmou o reitor Marcelo Turine.

MNCTI – O Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovações (MNCTI) terá mais de 255 atividades virtuais, mais de 220 horas de programação e 280 palestrantes. Os interessados poderão conhecer 27 unidades de pesquisa e organizações sociais vinculadas ao MCTI, participar da Semana Mundial do Espaço e da versão digital da 17ª Semana Nacional da Ciência e Tecnologia, que em 2020 terá como tema “Inteligência artificial, a nova fronteira da ciência brasileira”.

As informações sobre o MNCTI e a programação podem ser obtidas no site snct.mcti.gov.br, onde as instituições divulgadoras da ciência irão inserir também suas ações voltadas à área.

Na UFMS o conhecimento é justamente o tema da campanha Eu Respeito neste mês. Entre outras atividades, a programação terá o maior evento de Ciência, Tecnologia, Inovação e Empreendedorismo de Mato Grosso do Sul: o Integra UFMS, de 5 a 9 de outubro, e, junto a ele, a 10ª Feira de Tecnologias, Engenharias e Ciências de Mato Grosso do Sul (Fetec-MS) e a 9ª Feira de Tecnologias, Engenharias, Ciências e Criatividade de Mato Grosso do Sul (Fetecc MS Jr.).

PREMIAÇÃO – Na cerimônia de lançamento do MNCTI foi realizada ainda a entrega do Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica ao jornalista Carlos Fioravanti, da Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de São Paulo (Fapesp). A premiação é promovida pelo CNPq em reconhecimento a jornalistas, pesquisadores, escritores e instituições que contribuem significativamente para a divulgação da ciência brasileira.

“Agradeço a todos a imensa honra de receber esse prêmio que mostra que podemos falar sobre jornalismo científico no Brasil de um modo qualificado e mostrar os avanços, as dificuldades e conquistas da ciência brasileira e entender melhor as possibilidades de interação com outros grupos sociais. Ao mesmo tempo, desejo que o mês seja uma forma também de aumentar o diálogo com outros grupos sociais e construir um sistema de ciência e tecnologia mais maduro, mais integrado”, disse Carlos Fioravanti. O jornalista escreve sobre ciência, ambiente e tecnologia desde 1985 e produziu mais de mil matérias jornalísticas para jornais e revistas nacionais e internacionais.