Notícia

SIS Saúde

Tumores iluminados

Publicado em 24 outubro 2011

O uso de uma substância fluorescente ajudou cirurgiões a remover células tumorais em ovário, que de outro modo não seriam reconhecidas nem eliminadas. Vasilis Ntziachristos, da Universidade de Munique, Alemanha, e colaboradores da Holanda e dos Estados Unidos verificaram que os tumores possuem muito mais receptores celulares para o folato, também conhecido como vitamina B9, do que as células normais.

Em seguida, viram que o folato se ligava ao isotiocianato fluorescente. Os pesquisadores injetaram a etiqueta fluorescente em pacientes e, por meio de uma câmara e uma luz especiais, identificaram as células tumorais malignas brilhando após se juntarem ao isotiocianato. Nenhuma reação foi observada nos tumores benignos. A técnica aumentou a precisão das cirurgias e permitiu a retirada de tumores com menos de um milímetro de diâmetro (Nature Medicine, 18 de setembro). O próximo passo é verificar se o método amplia a taxa de sobrevida das pessoas tratadas.

Autor: Redação
Fonte: Pesquisa FAPESP