Notícia

Jornal Brasil

Trinity College Dublin busca cooperação científica com a FAPESP

Publicado em 10 maio 2016

Representantes do Trinity College da University of Dublin, na Irlanda, participaram de encontro na FAPESP em 29 de maio para discutir o estímulo à cooperação científica entre pesquisadores da instituição e de instituições de pesquisa no Estado de São Paulo. Um acordo de cooperação entre as duas instituições e mecanismos para promover a interação entre cientistas, como seminários internacionais, entraram na pauta da reunião.

Chefiada pelo reitor Patrick Prendergast, a delegação irlandesa contou com Sharon Lennon, cônsul-geral da Irlanda em São Paulo, Sinéad Ryan, diretora de Internacionalização do Trinity College Dublin, Simon Williams, diretor da Trinity Foundation, Karen Mortell, gerente de Parcerias Internacionais, Antonio de Linares, agente regional da universidade para o Brasil, e os professores Luiz da Silva, Fabio Boylan, Mauro Ferreira, Kevin Kelly e Sarah O’Brian, ligados, respectivamente, às escolas de Engenharia, Ciências Farmacêuticas, Física, Linguística e Ciências da Comunicação.

Os convidados foram recebidos por José Goldemberg, presidente da FAPESP, Carlos Eduardo Lins da Silva, consultor em Comunicação, e Roberto Marcondes Cesar Junior, membro da coordenação adjunta das áreas de Ciências Exatas e Engenharia, coordenador do Programa Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) e membro da coordenação do Programa FAPESP de Pesquisa em eScience.

“Considero que temos o dever de estimular a pesquisa e a inovação no Brasil como ingrediente essencial para o desenvolvimento”, disse Goldemberg na abertura da reunião. “A FAPESP mantém hoje mais de 150 acordos internacionais de cooperação e temos os meios de ampliar o trabalho de cooperação com a Irlanda.”

Prendergast destacou a importância da cooperação do Trinity College com o Brasil. “Mantemos intensa cooperação com mais de 80 instituições de pesquisa no Brasil, mas temos expectativa de aumentar ainda mais a colaboração com o país, criando novas oportunidades de colaboração em diferentes áreas do conhecimento”, disse.

Entre as instituições brasileiras referidas pelo reitor do Trinity College Dublin, estão entre as 20 primeiras as Universidades de São Paulo (USP), Estadual Paulista (Unesp), Estadual de Campinas (Unicamp), as Federais do ABC (UFABC) e a de São Paulo (Unifesp). Em outros estados brasileiros, o Trinity mantém cooperação com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), entre outras.

De acordo com Sinéad Ryan, essa colaboração tem ocorrido principalmente nas áreas de Farmácia e Farmacologia, Oncologia, Química Medicinal, Física, Genética e Neurociências, com maior impacto em Oncologia e Genética. Mais de 20 artigos assinados em conjunto entre cientistas irlandeses e brasileiros foram publicados em 2014.

Durante o encontro foi também levantada a possibilidade de envolver a participação da Fundação de Ciências da Irlanda (SFI, na sigla em inglês), a agência nacional de fomento daquele país, no apoio a iniciativas de pesquisa entre pesquisadores de São Paulo e do Trinity College. Desde 2014, a FAPESP mantém acordo com a SFI para cooperação científica, tecnológica e de inovação. A SFI mantém também, desde 2015, acordo de cooperação com o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap).

Fonte Agência FAPESP