Notícia

Jornal Brasil

Três facilities no Estado de São Paulo são contempladas com recursos de emenda

Publicado em 04 setembro 2015

Três laboratórios multiusuários paulistas foram contemplados com um total de R$ 2,44 milhões referentes à emenda parlamentar (nº 12340005 – 2014) apresentada pelo deputado Roberto Freire (PPS-SP) na área de Ciência, Tecnologia e Inovação. Os recursos serão repassados a essas instituições com a intermediação da FAPESP em acordo que também prevê contrapartida de R$ 387,8 mil da Fundação.

Os recursos permitirão ampliar o parque de equipamentos das facilities do Laboratório Central de Tecnologia de Alto Desempenho em Ciências da Vida (LaCTAD), na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); do Centro Multiusuários de Inovação Biomolecular (CMIB), da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em São José do Rio Preto, e do Centro de Facilidades de apoio à Pesquisa (Cefap), na Universidade de São Paulo (USP), em São Paulo.

“Trata-se de uma contribuição modesta, mas importante do ponto de vista de uma emenda parlamentar”, afirmou o deputado Roberto Freire, que em 31 de agosto visitou as instalações do laboratório da USP. “É gratificante. A gente vê o benefício que uma emenda pode trazer à ciência e à pesquisa no país.”

A escolha das três facilities – uma em cada universidade pública paulista – foi feita pela FAPESP por meio do Programa de Equipamentos Multiusuários (EMU), que financia a aquisição de equipamentos e ao qual destinou, em 2014, R$ 12,65 milhões. “ Em junho do ano passado foi realizado na FAPESP um workshop com todos os coordenadores dos equipamentos multiusuários. As três facilidades estão instaladas geograficamente em locais importantes do Estado de São Paulo e, a exemplo de outras, têm se destacado pelos serviços prestados. Se houver novas emendas, outras facilidades serão selecionadas”, explicou Renato Atílio, assessor especial do diretor científico da FAPESP, Carlos Henrique de Brito Cruz.

A expectativa é que esses recursos – provenientes de 1,2% da Receita Corrente Líquida (RCL) do ano de 2014 destinado a emendas ao orçamento apresentadas por parlamentares – contribuam para aumentar a qualidade e o impacto das pesquisas e produza efeitos positivos na economia e na redução das diferenças sociais no país, conforme afirmou o deputado em sua proposta.

O LacTAD, em Campinas, que oferece serviços nas áreas de Biologia Celular, Genômica, Proteômica e Bioinformática, vai adquirir plataforma robotizada para análise de células em larga escala (high content screening) e equipamentos para quantificação de proteína e ácidos nucleicos em larga escala e preparação de bibliotecas de ácidos nucleicos para sequenciamento de segunda geração, entre outros.

“Isso possibilitará o processamento de grandes volumes de informações biológicas, permitindo uma interpretação mais abrangente desses fenômenos, nas áreas da saúde, agricultura e indústria”, afirma Paulo Arruda, coordenador do laboratório.

O CMIB, em São José do Rio Preto, disponibiliza à comunidade científica infraestrutura de equipamentos multiusuários para o desenvolvimento de pesquisas com macromoléculas biológicas de interesse clínico, farmacológico, biotecnológico e nanobiotecnológico.

Com recursos da emenda parlamentar, o CMIB pretende adquirir um sistema robotizado que permite avaliar e aperfeiçoar um grande número de variáveis físico-químicas de expressão de proteínas recombinantes, um sistema cromatográfico a líquido de alto rendimento para a purificação de biomoléculas (ácidos nucleicos, proteínas e peptídeos) e um sistema de espalhamento dinâmico de luz para a determinação da forma e do comportamento dessas biomoléculas em solução.

Esses equipamentos, combinados com os já instalados no CMIB (ressonância magnética nuclear, cristalografia, biologia molecular, técnicas espectroscópicas), serão o núcleo para a inovação biomolecular, ao mesmo tempo em que possibilitarão ao Centro dobrar o número médio de usuários atendidos. “Será possível realizar um conjunto de experimentos avançados e também diminuir o tempo necessário para a realização dos experimentos, o que acelerará o processo de identificação, análises e caracterizações das macromoléculas”, afirma Fátima Pereira de Souza, vice-coordenadora do CMIB.

Em São Paulo, o Cefap, centro multiusuário que presta serviços tecnocientífico à comunidade acadêmica nas áreas de cultura celular, proteômica, genômica e sequenciamento de DNA, entre outros, contará, agora, também com um sequenciador de última geração e equipamentos para preparação automática de bibliotecas de genes, com aplicação em saúde humana, que contribuirão com estudos de transcriptomas, exomas e mesmo genomas humanos.

O equipamento alavancará projetos relacionados a diversas áreas de atuação do laboratório, incluindo fisiologia humana. “O Cefap poderá quintuplicar o número de usuários, ao mesmo tempo em que estará oferecendo aos pesquisadores sequenciamento de nova geração”, afirma Carlos Martins Menck, coordenador do Cefap.

Fonte Agência FAPESP