Notícia

IG

Tratamento antecipado

Publicado em 14 agosto 2007

Em parceria com pesquisadores das universidades de Cornell e da Califórnia, nos Estados Unidos, pesquisadores do Centro de Pesquisa Gonçalo Muniz (CPqGM), unidade da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na Bahia, concluíram, após 11 anos de trabalho, o desenvolvimento de um teste para diagnóstico da leptospirose que, em 15 minutos, oferece o resultado com mais de 90% de precisão.

Os testes para a identificação da bactéria Leptospira, agente causador da doença, normalmente são feitos por meio de exames sorológicos que detectam no sangue do paciente a presença de anticorpos contra a bactéria. Por exigir duas amostras de soro, uma na fase inicial e outra na fase intermediária, os testes tradicionais demoram até duas semanas para apontar um diagnóstico.

O avanço do trabalho da Fiocruz, que teve início em 1996, está na identificação de um componente da Leptospira capaz de estimular a produção de anticorpos em indivíduos infectados, algo decisivo para a rapidez e a precisão do teste.

Leia mais na Agência Fapesp