Notícia

Comércio da Franca

Trajetória de pesquisadora francana pode virar filme

Publicado em 24 dezembro 2017

Por Irinéa Donizete

A trajetória de vida e profissional da professora e pesquisadora francana Joana D’arc Félix Sousa pode ganhar, em breve, as telas do cinema. Com exclusividade, Joana antecipou ao GCN que a matéria publicada no último domingo no Comércio da Franca e uma reportagem exibida no Jornal da Record segunda-feira, dia 19, chamaram a atenção da produtora Lucy Barreto, mãe dos cineastas Bruno e Fábio Barreto. “Ela e o filho (Bruno) estão acompanhando as matérias sobre a minha trajetória de vida e, nesta semana, após lerem a matéria no jornal e assistirem à matéria do Jornal da Record, tomaram a decisão de me contactarem para uma possível possibilidade de um filme sobre a minha história de vida. Já agendamos uma reunião para o final de janeiro”, disse Joana.

Lucy Barreto é uma das mais importantes produtoras de filmes do País. Ela está à frente da LC Barreto e Filmes do Equador. São mais de 70 títulos produzidos, entre eles Terra em transe (1967), de Glauber Rocha, Bye bye Brasil (1980), de Carlos Diegues, Memórias do cárcere (1984), de Nelson Pereira dos Santos, e Inocência (1985), de Walter Lima Junior. Além disso, seus filhos Bruno e Fábio, já receberam indicações ao Oscar na categoria de melhor filme estrangeiro.

Lucy e Bruno devem vir a Franca na última semana de janeiro. “A reunião será aqui na cidade, pois Lucy disse que já quer conhecer o lugar onde nasci e trabalho. Estou muito, mas muito surpresa”, revelou Joana.

Trajetória

Joana D’arc Félix Sousa é graduada em Química, mestre e doutora pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e pós-doutora pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. A professora, que dá aulas no Colégio Agrícola e é assessora científica da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), é a única pesquisadora a ganhar pela 3ª vez o prêmio do Conselho Regional de Química do Estado de São Paulo.

DO PORTAL GCN