Notícia

Jornal da Cidade (Bauru, SP) online

Trabalho é inédito no Brasil

Publicado em 04 setembro 2006

A linha de pesquisa adotada pelo LSisPOTI da Unesp de Bauru atua em uma área inédita, utilizando-se de sistemas inteligentes para identificar e classificar possíveis perdas e falhas na transformação de energia. "Dentro dessa nova realidade do setor energético, surgem novos problemas e a idéia é sempre melhorar o fornecimento de energia e diagnosticar, em tempo hábil, problemas em instalações elétricas e equipamentos para evitar gastos desnecessários", explica o coordenador do grupo, professor André Nunes de Souza.

Para isso, a equipe utiliza-se de técnicas inteligentes (softwares) que avaliam os fenômenos térmicos e magnéticos que interferem na durabilidade e no funcionamento dos transformadores de energia, principais equipamentos do setor elétrico.

Souza explica que todas as pesquisas relacionadas ao tema tratam isoladamente os fenômenos térmicos e magnéticos. "O caráter inédito da nossa pesquisa é que estamos tratando do problema de uma maneira integrada, ou seja, o fenômeno térmico junto com o magnético por meio de técnicas inteligentes. Queremos descobrir o problema e sua dimensão antes que ele ocorra e assim propor procedimentos de manutenção preventiva e sugerir tomadas de decisões", acrescenta o pesquisador.

O grupo de pesquisa conta também com a participação de pesquisadores do Departamento de Energia Elétrica e colaboradores Leonardo Nepomuceno, Paulo Sérgio da Silva, Pedro da Costa Junior, Maria Goretti Zago, Nair Cristina M. Brondino, Anderson Murilo Oltremari, Daniel Charleaux Roque, Manoel Rodrigues P. da Silva e vinte alunos de graduação e pós-graduação, bolsistas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).