Notícia

Oi Diário

Trabalho de Saúde Bucal desenvolvido em Suzano ganha destaque em revista

Publicado em 15 agosto 2020

Tratamento de cáries sem uso de ‘maquininha’ ilustra importância da integração entre conhecimento acadêmico e prática

O trabalho da Coordenadoria de Saúde Bucal da Prefeitura de Suzano junto a alunos de escolas municipais foi destaque em uma reportagem da revista Pesquisa, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), divulgada na última segunda-feira, 10.

A publicação trata das diferenças entre o conhecimento acadêmico e o tratamento dentário oferecido à população.

A coordenadora do setor, Marisa Sugaya, concedeu entrevista a respeito da importância da aplicação de novas abordagens e tecnologias no tratamento de cáries dentro do contexto da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Com a determinação das autoridades de saúde de abolir o uso da caneta de alta rotação – o conhecido “motorzinho de dentista” –, por produzir micropartículas de saliva que podem carregar o vírus pelo ar, profissionais iniciaram debates sobre como o desenvolvimento de alternativas pode chegar ao uso prático.

Exemplo disso está na colaboração entre a Secretaria Municipal de Saúde e instituições de ensino superior, como a Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) e a Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (USP). As parcerias garantiram a aplicação do Tratamento Restaurador Atraumático (ART), que remove o tecido cariado com instrumentos manuais.

Antes da pandemia, a técnica vinha sendo usada com alunos do primeiro ciclo do ensino fundamental de escolas municipais.

Só em 2018, mais de 1,4 mil crianças foram atendidas. O ART também passou a ser aplicado mais intensamente em gestantes e selamentos de cavidades que ficariam abertas sem tratamento, com a mesma eficiência que os métodos tradicionais.

Para atender as condições impostas pelo distanciamento social durante a pandemia, a coordenadoria também recorreu, segundo Marisa Sugaya, ao teleatendimento para monitoramento e acompanhamento de casos de cáries e de câncer bucal.

“São pacientes de risco para a Covid-19 e é fundamental diminuir a exposição destes pacientes”, explicou.

A Secretaria de Saúde de Suzano também mudou suas abordagens em relação aos alunos na quarentena, promovendo a entrega de escovas de dentes nas escolas, que fazem a entrega aos alunos, e o uso da Internet para orientação sobre higiene bucal.

“Não podíamos deixar esse grupo sem cuidados odontológicos em um momento de mudanças de rotinas e possível aumento do consumo de açúcar”, afirmou Sugaya.