Notícia

Estado de Minas online

Toxinas de aranha contra priapismo

Publicado em 25 janeiro 2008

Aranha-armadeira e escorpião-amarelo, dois animais de grande utilidade na pesquisa científica Outra linha de pesquisa com o veneno da aranha-armadeira busca tratamento para o priapismo. A professora Maria Helena de Lima, do Laboratório de Bioquímica e Imunologia do ICB, reuniu uma equipe para produzir  toxina capaz de combater a disfunção erétil. A vantagem dessa descoberta, segundo Maria Helena, é que a molécula, além de dar potência, se mostrou capaz de restaurar a função, principalmente em animais hipertensos.  "A maior [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.