Notícia

Rádio Sanca WEB TV

Tirinhas divulgam conhecimento e curiosidades sobre vidros

Publicado em 18 março 2021

Projeto é atividade de difusão do Centro de Pesquisa, Tecnologia e Educação em Materiais Vítreos, sediado na UFSCar

SÃO CARLOS/SP - Existe vidro inquebrável? E vidros feitos de açúcar? Vidros estão em todos os lugares, desde a janela e a garrafa próximas a nós até aplicações avançadas, em telescópios e biovidros usados no tratamento de fraturas, dentre inúmeras outras. Para disseminar o conhecimento e curiosidades sobre o mundo dos vidros, o Centro de Pesquisa, Tecnologia e Educação em Materiais Vítreos (CeRTEV), sediado na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), criou o projeto "Tirinhas de Vidro", em que essas questões são tratadas de forma lúdica.

Na série de tirinhas, a rotina de Nick e Bia, estudantes universitários que desenvolvem pesquisa de Iniciação Científica no CeRTEV, é o ponto de partida das histórias, o que permite tratar, além dos materiais vítreos, do cotidiano de produção do conhecimento científico. Já são 18 as tirinhas publicadas, divulgadas no blog "Tirinhas de Vidro" (em https://tirinhasdevidro.wordpress.com) e, também, em páginas do projeto no Facebook (www.facebook.com/tirinhasdevidro) e Instagram (www.instagram.com/tirinhasdevidro).

As tirinhas são ilustradas por Adriana Iwata, bolsista de jornalismo científico no CeRTEV, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Iwata é graduada, mestre e doutora em Química pela UFSCar, com pesquisas relacionadas ao uso de histórias em quadrinhos e mangás para a divulgação do conhecimento científico desde a graduação. O projeto "Tirinhas de Vidro" também está coletando dados para compreensão do potencial dessa linguagem junto a diferentes públicos e, por isso, a autora convida todas as pessoas a preencherem questionário online, disponível via http://bit.ly/38KWXpP, sobre a experiência com as tirinhas.

Além de Iwata, atuam no projeto, como orientadoras, Ana Cândida Martins Rodrigues, docente do Departamento de Engenharia de Materiais (DEMa) da UFSCar e Coordenadora de Educação e Difusão do CeRTEV, e Karina Omuro Lupetti, que dirige o Núcleo Ouroboros de Divulgação Científica, parceiro da iniciativa, que conta com o apoio também da Coordenadoria de Comunicação Social (CCS) da Universidade.

CeRTEV

O CeRTEV é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid) apoiados pela Fapesp. Coordenado por Edgar Dutra Zanotto, da UFSCar, reúne pesquisadores da própria UFSCar e, também, da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Criado em 2013, realiza pesquisa básica e aplicada em materiais vítreos (vidros e vitrocerâmicas), acompanhadas pelas atividades de inovação e educação.