Notícia

SEGS Portal Nacional de Seguros & Saúde

Tema central do 20º Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia, em Brasília (DF), será “Fonoaudiologia: Ciência e Profissão”

Publicado em 09 outubro 2012

Por Bruna Carvalho

De 31 de outubro a 03 de novembro, a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBFa) realiza o seu 20º Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia, no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, em Brasília (DF). O evento, que terá mais de 300 conferências e deve reunir mais de 2000 profissionais da área, terá como debates principais a educação, a saúde pública e a ampliação dos avanços da profissão, visando o engajamento e a aproximação com instâncias políticas e governamentais. 

Segundo Irene Marchesan, presidente da SBFa, a escolha de Brasília como sede do Congresso foi estratégica, justamente pela aproximação com as instâncias governamentais. “Visitamos pessoalmente alguns senadores, convidando-os para a abertura oficial do evento e esperamos mobilizar todos os públicos de interesse para a propagação de nossas frentes de atuação”. 
 
Entre as novidades do evento, está o envolvimento de todas as universidades brasileiras, com cursos de graduação ou pós em fonoaudiologia, assim como do Conselho Federal de Fonoaudiologia e do Sistema de Conselhos, que participarão ativamente das inúmeras palestras, numa demonstração da importância acadêmica para o atingimento da excelência na formação e valorização profissional. 
 
A programação cientifica contemplará todas as áreas da fonoaudiologia, com cada departamento desenvolvendo 10 mesas redondas, 02 espaços denominados “Ouvindo o especialista” e ainda 03 Simpósios Interdepartamentais, cujo objetivo será promover a importância da interdisciplinaridade e da ciência fonoaudiológica.
 
“A fonoaudiologia já avançou muito nesses últimos anos, mas ainda temos outros desafios pela frente, que precisarão de apoio a fim de fomentar a profissão na área da ciência, da saúde coletiva e da educação, atuando de forma preventiva e terapêutica para o desenvolvimento dos indivíduos e de toda a nação”, declara Irene Marchesan. 
 
Veja os temas que cada departamento da SBFa apresentará no 20º Congresso Brasileiro:
 
• AUDIÇÃO E EQUILÍBRIO - Atuação: Triagem Auditiva Neonatal; Teste da Orelhinha; sendo que a SBFa é parceira do Senado Federal na Campanha de Divulgação da Triagem Auditiva Neonatal Universal em todo território nacional. Apoia as campanhas do Teste da Orelhinha e do Dia Internacional da Conscientização sobre o ruído. A área abrange as disfunções auditivas em geral e suas consequências para o desenvolvimento humano e social. 
• DISFAGIA - Atuação: Disfagia orofaríngea, neurogênica e mecânica. Mais comumente abordada em canais hospitalares, como suporte de acamados, a área é de grande atuação em qualquer doença que possa afetar a deglutição, como câncer e tratamentos quimioterápicos, Mal de Parkinson e outras. 
• LINGUAGEM - Atuação: Trata dos distúrbios da linguagem oral e escrita da infância e da adolescência; Oral e escrita do adulto e do idoso; Também atua com suporte comunicação suplementar, alternativa e fluência diante de distúrbios de diversas ordens, que vão de âmbitos neurológicos, traumatismos, má formação, entre outros. 
• MOTRICIDADE OROFACIAL - Atuações: É uma área da fonoaudiologia que trabalha a musculatura da língua, boca e face para corrigir alterações relacionadas à sucção, mastigação, deglutição, respiração e articulação dos sons da fala. Atua na forma e na função mediante um distúrbio mecânico. 
• SAÚDE COLETIVA – Atuações: Revisão crítica da atuação da fonoaudiologia partir da ideia da educação e saúde pública, entendida como área multifacetada que não isola a saúde da doença, o individual do coletivo e a clínica da prevenção. Nesta perspectiva o trabalho do fonoaudiólogo nesta área se orienta pela investigação das características e necessidades da população, bem como pela reflexão crítica sobre as concepções e ações governamentais no segmento. 
• VOZ - Atuações: Trabalha com o aperfeiçoamento da voz como instrumento de trabalho, na promoção da saúde e qualidade vocal, a partir do bom uso; da identificação de desgastes e mesmo na reabilitação pós-traumas e doenças diversas, como pós-tratamentos oncológicos. 
 
Sobre a SBFa 
 
Desde a década de 60 se tem conhecimento da existência de fonoaudiólogos atuando no Brasil, formados por cursos organizados com esse objetivo. Contudo, o reconhecimento dessa profissão ocorreu apenas em 09 de dezembro de 1981. 
 
Com o decorrer das gestões, houve ampliação da articulação com as instituições públicas, como com os Ministérios da Saúde e da Educação, com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), com o Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) e com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). 
 
No biênio 2004/2005, foram planejadas as oficinas de sensibilização de docentes e discentes para o SUS, com aprovação do projeto e o financiamento do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde.
 
Hoje, sob a presidência de Irene Marchesan, dá continuidade às ações de fortalecimento da SBFa desde sua criação, com ampliação dos objetivos da Sociedade no que tange a identidade e o exercício profissional, a representatividade nacional e internacional e a modernização de sua estrutura. 
 
Além disso, a dinâmica dos trabalhos está cada vez mais descentralizada, com a ativa participação de uma diretoria expandida, que inclui 70 gestores atuando nos departamentos, comitês e comissões.
 
20º Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia 
Período: 31 de outubro a 03 de novembro de 2012
Horário: Das 8 às 21 horas
Local: Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, SHS Quadra 06, Lote 01, Conjunto A, Setor Hoteleiro Sul (Brasília/DF).
Site Oficial: http://www.sbfa.org.br/fono2012
Programação: http://www.sbfa.org.br/fono2012/admin/grade_ativa.php#