Notícia

Portal Leiagora

Telescópio Gigante começa a ser construído no Chile

Publicado em 15 agosto 2018

Por Bárbara Muller

O Te­les­cópio Gi­gante de Ma­ga­lhães (GMT) co­meçou a ser cons­truído nos Andes Chi­lenos. O equi­pa­mento será o maior te­les­cópio ter­restre do mundo e suas fotos serão mais ní­tidas do que as dos equi­pa­mentos atuais. O GMT es­tará em fun­ci­o­na­mento no ano de 2024.

A es­tru­tura con­tará com sete es­pe­lhos óp­ticos de 25.4 me­tros de di­â­metro, que per­mi­tirão aos pes­qui­sa­dores ob­servar es­trelas e ga­lá­xias dis­tantes, assim como bu­racos ne­gros e pla­netas fora do sis­tema solar. Será pos­sível pro­duzir ima­gens em in­fra­ver­melho e em ou­tras frequên­cias com mais qua­li­dade que as do Te­les­cópio Es­pa­cial Hubble, por exemplo.

Na fase atual das obras, a em­prei­teira irá es­cavar o local onde serão cons­truídas as ins­ta­la­ções. Es­tima-se que seja pre­ciso re­tirar 13 300 to­ne­ladas de rocha para fazer um bu­raco de 7 me­tros, que irá servir de base para o pe­destal de con­creto do te­les­cópio. Essa etapa de­verá durar cinco meses. O de­senho e a fa­bri­cação de com­po­nentes do te­les­cópio estão sendo feitos pela Uni­ver­si­dade do Ari­zona, nos Es­tados Unidos.

O em­pre­en­di­mento tem doze par­ceiros, entre uni­ver­si­dades e cen­tros de pes­quisa de vá­rios países. O Brasil par­ti­cipa desse con­sórcio através da Fun­dação de Am­paro à Pes­quisa do Es­tado de São Paulo (Fa­pesp). Em 2014, a fun­dação aprovou a des­ti­nação de 40 mi­lhões de dó­lares para a cons­trução. O re­passe, se­gundo a Fa­pesp, está ga­ran­tido e de­verá ocorrer até 2024.