Notícia

Informe MS

Teatro: liberdade e repressão

Publicado em 09 outubro 2008

O seminário 1968: Liberdade e Repressão, realizado pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP), discutirá a herança deixada pela geração de 1968 por meio de debates, peças de teatro e lançamento de livros. O evento ocorrerá do dia 12 de outubro a 30 de dezembro.

O objetivo do seminário é divulgar as pesquisas em torno da documentação reunida pelo Arquivo Miroel Silveira. O Projeto Temático “A cena paulista: um estudo da produção cultural de São Paulo, de 1930 a 1970 a partir do Arquivo Miroel Silveira”, iniciado em 2005 com apoio da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e sob custódia da Biblioteca da ECA, é responsável por conservar e estudar mais de seis mil processos de censura prévia ao teatro originados do Serviço de Censura do Departamento de Diversões Públicas do Estado de São Paulo (DDP-SP).

Em 1968, o Ato Institucional número 5 (AI-5) federalizou a censura e encerrou os processos que se desenrolavam em São Paulo. O ano, marcado pela abundante produção artística e pelo período mais duro da repressão por parte do Estado, receberá atenção especial nas discussões.

O seminário reunirá pesquisadores, críticos e artistas em torno de palestras, mesas de debates e videoconferências. A programação inclui também a encenação de textos do período, como O Crime da Cabra, de Renata Pallotini e a peça Sepé Tiaraju, do Grupo União e Olho Vivo.

Mais informações: www.eca.usp.br/ams.