Notícia

Investe São Paulo

Startup especializada no manejo de pragas agrícolas recebe aporte de R$1,6 milhão

Publicado em 27 janeiro 2021

A Tarvos, agtech brasileira formada em 2018 pelos empreendedores Andrei Grespan, Fabricio Soares e Hugo Fernandes, encerrou a rodada de captação com o fundo Seed4Science, através de sua gestora, a Fundepar, no valor de R$ 1,6 milhão. A rodada ainda contou com aporte de capital para pesquisa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

Os empreendedores da Tarvos têm um propósito de contribuir na revolução da agricultura, com soluções para o controle e manejo de pragas que otimizam a aplicação de defensivos nas culturas mais importantes, como soja, algodão e milho, por exemplo. O aporte pode chegar a R$ 3,5 milhões ao longo dos próximos dois anos, recurso que será aplicado na expansão comercial e ampliação do portfólio.

“Este aporte vem em um momento bastante estratégico para a empresa. Desde o início do projeto em 2018, sempre pudemos contar com recursos de subvenção da FAPESP no programa PIPE para o investimento na pesquisa e desenvolvimento das nossas tecnologias. Agora, os recursos aportados pela Fundepar serão utilizados na fase de expansão e validação em escala nacional do nosso portfólio de tecnologias”, destacou Andrei Grespan, CEO e co-founder da Tarvos.

O capital também será usado para executar validações de mercado de parte do portfólio das tecnologias e expansão das áreas de oferta de produtos e comercial. A Tarvos já possui clientes nos principais polos produtivos agrícolas do Brasil, incluindo os estados de Mato Grosso, Bahia e Paraná.

A empresa atende desde empresas fabricantes de produtos de proteção de cultivos às maiores cooperativas agrícolas do Brasil, que utilizam os serviços da Tarvos para aumentar a transparência e a sustentabilidade da sua cadeia de valor. Ela já foi eleita, por três anos consecutivos, uma das top 10 Agritechs da lista da 100 Open Startups.

fonte: https://startupi.com.br/2021/01/tarvos-startup-especializada-no-manejo-de-pragas-agricolas-recebe-aporte-de-r16-milhao/