Notícia

Startupi

Startup conhecida como o Uber das abelhas recebe investimento

Publicado em 14 julho 2020

A AgroBee, startup conhecida como o “Uber das abelhas”, anunciou um aporte do AgroVen, organização formada por líderes e empresários, majoritariamente ligados ao agronegócio. O valor da transação não foi revelado.

Fundada em Ribeirão Preto, a startup criou uma plataforma que combina algoritmos e tecnologia, unindo produtores a apicultores, enquanto usa dados e variáveis dinâmicas para criar uma polinização inteligente e customizada para cada produtor. “A polinização é determinante para algumas culturas como maçã e o melão, sem a qual, não existe a formação dos frutos. Para as culturas não dependentes do processo, os números para o aumento da produtividade são de cerca de 20% como é o caso do café, por exemplo. Além disso, o processo é responsável por melhorar o aspecto e a qualidade dos frutos, a exemplo do aumento da pontuação do café e a forma e dulçor do morango” explica Andresa Berretta, uma das fundadoras da AgroBee.

Guilherme Sousa, CEO da Startup, considera que essa parceria vem no momento certo quando o conhecimento do setor e as conexões que o AgroVen aporta ajudarão no crescimento e evolução do modelo de negócio. “Mais do que o recurso financeiro, que, é claro, faz muita diferença, o mais importante nesse momento da empresa é o ‘smart money’, que vem do capital intelectual e experiência prévia do grupo de investidores”.

O Planejamento Estratégico do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para o período 2020/2027 estabelece uma meta de redução da emissão de gases de efeito estufa em 43% até 2030. Por outro lado, a FAO estima que a produção de alimentos deverá aumentar em 40% até 2040 para suprir a demanda crescente da população. “Dados da AgroBee referente à safra 2019/2020 demonstraram que num cenário conservador, a polinização assistida e inteligente oferecida pela empresa em culturas de café, demonstrou um aumento de 20% da produção, o que equivale em média a um aumento de 10 sacas/hectare, sem aumento de área plantada, sem consumo adicional de água e os demais insumos agrícolas, e com economia de carbono da ordem de 870 kg/hectare, só com a inclusão da tecnologia e expertise em abelhas oferecida pela empresa”, informa Carlos Pamplona Rehder, outro sócio da startup.

O valor da polinização no Brasil foi estimado em R$ 48 bilhões em 2018, de acordo com o Relatório Polinização, Polinizadores e Produção de Alimentos no Brasil, apresentado em evento realizado na FAPESP. A polinização é considerada um processo ecossistêmico essencial, assim como a água, ar limpo, equilíbrio climático, etc. E esses são os valores oferecidos pela startup: aumentar a produtividade e qualidade no agronegócio, respeitando-se a natureza, abelhas, através de um processo de sustentabilidade, além de como consequência também aumentar a produtividade de mel, ou seja, um ganha ganha para todos os envolvidos.

“Entendemos que a AgroBee e sua solução de polinização inteligente, tem um enorme potencial em um momento que o mundo busca aumento na produção de alimentos, mas com uma utilização cada vez maior de implementos biológicos, considerados mais amigos do meio ambiente e da saúde humana”, afirma Silvio Passos, Presidente do Conselho do AgroVen.

A partir de agora, AgroBee e AgroVen unem forças com objetivo de demonstrar aos produtores rurais, os grandes benefícios da polinização aliada à tecnologia para a produtividade no campo somada à sustentabilidade.