Notícia

Gazeta de Varginha

SP terá R$ 100 milhões para pesquisar etanol

Publicado em 19 agosto 2007

Convênio envolverá a Fapesp, universidades paulistas e a indústria Dedini.


A fabricante de equipamentos para usinas de etanol Dedini Indústrias de Base e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) anunciam nesta terça-feira (17), em Piracicaba (SP), um acordo de R$ 100 milhões para financiar pesquisas na produção do combustível nos próximos cinco anos.

Um dos objetivos, de acordo com a Fapesp, é garantir que o Brasil tenha uma tecnologia a partir da celulose já nos próximos anos. Entretanto, serão financiados projetos de universidades paulistas que se dediquem sobre todo o processo produtivo da cana-de-açúcar.


Projetos

A liberação do dinheiro para pesquisas será feito no modelo tradicional da Fapesp: os projetos serão avaliados, caso a caso, por uma banca científica. A Dedini, porém, deverá ter participação tanto na escolha dos projetos quanto no desenvolvimento das pesquisas.