Notícia

Agrosoft

SP Pesquisa – A medicina na floresta – 2º Bloco

Publicado em 23 agosto 2015

https://youtu.be/tdfgLwxedFc

O potencial medicinal da biodiversidade brasileira é incalculável e pode ter o caminho para o tratamento de inúmeras doenças. O desafio de realizar esse potencial e de transformar essa matéria-prima encontrada na natureza em fármacos é enfrentado pelo Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Fármacos(CIBFar), CEPID criado em 2013 e financiado pela Fapesp. Coordenado por Glaucius Oliva, ex-presidente do CNPq, e instalado no Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo (USP), o centro dá atenção especial à busca por tratamentos contra as chamadas doenças negligenciadas (assim chamadas porque normalmente atingem as populações mais pobres do planeta e, por isso, não atraem o interesse das companhias farmacêuticas), como leishmaniose, doença de Chagas e malária.

FONTE: Univesp TV