Notícia

Página Rural

SP: Medicina Veterinária e Zootecnia, bolsa de pós-doutorado na Unesp de Jaboticabal

Publicado em 17 abril 2017

Jaboticabal/SP - O Departamento de Zootecnia da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, (Unesp) - câmpus de Jaboticabal – SP oferece vaga para pós-doutorado com bolsa Fapesp. Os candidatos devem ter concluído o doutoramento há menos de 7 (sete) anos, com titulação na área de Zootecnia ou Medicina Veterinária, não ter vínculo empregatício, devem se dedicar exclusivamente ao projeto de pesquisa, ter experiência comprovada em pesquisas relacionadas a exigências de proteínas e aminoácidos para aves e ter conhecimento avançado da língua inglesa para redação, leitura e conversação ou ter realizado estágio no exterior, em país de língua inglesa.

O selecionado atuará no desenvolvimento do projeto temático “Modelagem da produção e das exigências nutricionais de aves e peixes” (Processo Fapesp 2013/25761-4). As atividades a serem realizadas compreendem: - Desenvolver o projeto “Modelagem mecanicista para predizer a ingestão de aminoácidos para frangos de corte”, relacionado ao projeto temático, vide resumo abaixo; - Participar no desenvolvimento de novas metodologias que serão padronizadas durante a realização do projeto; - Desenvolver atividades relacionadas ao projeto temático, dando apoio aos estudantes no desenvolvimento de teses e dissertações, contribuindo para o desenvolvimento e andamento adequado dos estudos realizados, bem como na redação dos relatórios e artigos científicos.

Resumo do projeto a ser desenvolvido: Atualmente, o software Avinesp considera o crescimento de dois compartimentos, corpo e penas, para calcular as ingestões diárias de aminoácidos. Apesar de considerar os compartimentos separadamente, é assumido um único valor de eficiência de utilização para o cálculo da deposição do aminoácido no corpo e nas penas. Para elaborar os modelos mecanicistas previstos neste temático, é imprescindível conhecer e quantificar as eficiências parciais de utilização dos aminoácidos no corpo e nas penas das aves. Com base nisso, o objetivo deste projeto consiste na elaboração de modelos mecanicistas, fundamentado nas eficiências parciais do corpo e das penas da ave, para predizer a ingestão dos aminoácidos para frangos de corte.

No projeto temático em questão (nº 2013/25761-4) estão em desenvolvimento estudos que possibilitarão elaborar um modelo para predizer a ingestão do aminoácido classificado matematicamente, como determinístico, dinâmico e mecanicista. O modelo inicial será determinístico, pois explicará a resposta de um indivíduo. Contudo, tornaremos o modelo dinâmico, utilizando as curvas de crescimento e deposição de aminoácidos no corpo e penas das linhagens estudadas no projeto temático (nº 2013/25761-4). Esse modelo mecanicista, a ser desenvolvido, integrará as equações que envolvem o crescimento do corpo, penas e as eficiências de utilização dos aminoácidos.

Em seguida será transcrito em linguagem Excel para tornar o conhecimento acessível, didático e difundir o uso da modelagem mecanicista, consolidando o entendimento científico entre a relação entre nutrição e metabolismo proteico. Esta planilha será uma ferramenta didática e com linguagem mais simples em relação ao uso para que estudantes de graduação e produtores utilizem no dia a dia. Dessa forma, será disponibilizado para a comunidade cientifica e produtores mais um produto do projeto temático (processo Fapesp nº 2013/25761-4).

A bolsa tem duração de dois anos, e os interessados deverão candidatar-se até 15 de maio de 2017. Os documentos necessários são currículo Lattes (curriculum vitae para estrangeiros) contendo a lista de publicações, cópia da tese de doutorado (.pdf) e duas cartas de recomendação, todos anexados, via e-mail, à coordenadora do projeto temático Prof. Dra. Nilva Kazue Sakomura (lavinesp.lab@gmail.com). A vaga está aberta para brasileiros e estrangeiros. Qualquer dúvida ou esclarecimento sobre o pós-doutorado entrar em contato com Nilva Kazue Sakomura (lavinesp.lab@gmail.com).

Fonte: Unesp