Notícia

Portal do Governo do Estado de São Paulo

SP investe R$ 1 bilhão em pesquisa científica pela Fapesp

Publicado em 17 outubro 2013

Por Justiça

No último ano, a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) destinou mais de R$ 1,03 bilhão para a pesquisa produzida no Estado, recurso 10% superior ao de 2011. Este valor foi direcionado a 29.905 bolsas [e auxílios à pesquisa] [e inclui] projetos contratados no ano e que receberam recursos no mesmo exercício e aqueles contratados em anos anteriores, ainda em andamento em 2012.

A fundação contratou 13.311 novos projetos de pesquisa, volume 7% superior ao anterior. Esse e mais outros resultados estão disponíveis no Relatório de Atividades 2012 da Fapesp, que foi lançado nesta quinta, feira, 17.

Na linha regular de fomento da Fapesp foram contratadas 7.601 bolsas e 4.292 auxílios à pesquisa. Com os projetos vigentes nessa linha de fomento foram gastos R$ 805,92 milhões. Em comparação com 2011, a Fapesp destinou 20% a mais recursos para bolsas, chegando a R$ 368,90 milhões. Para auxílios regulares, os recursos foram ampliados em 31%, chegando a R$ 437,02 milhões.

Os programas especiais das áreas de Sistema de Ciência e Tecnologia do Estado contrataram 1.227 novos projetos, que receberam R$ 152,35 milhões.

Entre os Programas de Pesquisa para Inovação Tecnológica, que apoiam pesquisas com potencial de desenvolvimento de novas tecnologias ou que contribuam para a formulação de políticas públicas, foram contratados 191 novos projetos. O gasto com projetos vigentes nessa linha de fomento foi de R$ 76,92 milhões.

Em geral, a área da Saúde recebe o maior volume de recursos por concentrar um grande volume de pesquisadores do Estado de São Paulo. Ano passado, as pesquisas nessa área receberam R$ 308,36 milhões, 20,95% a mais que em 2011 e o equivalente a 29,79% do total desembolsado pela Fsapesp.

Outras áreas que concentram maior volume de investimento são Biologia (17,11%), Engenharia (10,59%), Ciências Humanas e Sociais (10,40%) e Agronomia e Veterinária (9,41%). Embora Ciência e Engenharia da Computação não esteja entre as áreas com maior desembolso, em 2012 recebeu recursos 58,11% superiores a 2011, num total de R$ 17,5 milhões.

Já as universidades e instituições de pesquisa que concentram grupos de pesquisas nessas áreas são as que recebem o maior volume de recursos. Em 2012, projetos coordenados por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) receberam 47,78% do desembolso da FAPESP. A Universidade Estadual Paulista (Unesp), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e instituições federais com sede no Estado receberam pouco mais que 13% dos recursos cada uma.

Do Portal do Governo do Estado