Notícia

Planeta Universitário

Solicitação de dados cientí­ficos sobre melões

Publicado em 21 março 2011

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgaram uma chamada mundial de solicitação de dados cientí­ficos relacionados ao tema 'Identificação e controle de riscos microbiológicos associados a melões'. As informações devem ser enviadas até o dia 1 de maio. De acordo com as instituições, o objetivo da chamada é reunir dados e informações do maior número possível de fontes, a fim de se obter uma visão geral da extensão atual do problema e inventariar as várias práticas de produção e colheita ao redor do mundo, possibilitando uma avaliação dos riscos ou benefí­cios potenciais associados a essas práticas.Os dados serão utilizados para o desenvolvimento de um código de práticas internacional. Esse tipo de iniciativa exige que se leve em consideração as variedades de melões produzidos em todo o mundo, a gama de riscos existentes, as práticas de produção e de pós-colheita empregadas, a distribuição e venda no varejo e a forma como os melões são utilizados pelo consumidor final.

Os eixos temáticos de interesse são: 'As doenças ligadas aos melões', 'Práticas de produção', 'Práticas de colheita', 'Práticas pós-colheita', 'Processamento', 'Distribuição', 'Utilização pelo varejo e pelo consumidor' e 'Documentação e rastreamento de produto'.

As chamadas de solicitação de dados da FAO-OMS são abertas a todas as partes interessadas. As entidades estão fazendo a solicitação a governos, organizações interessadas, produtores, exportadores, varejistas, associações de comércio, profissionais da saúde, universidades, institutos de pesquisa, laboratórios e indiví­duos que possam apresentar qualquer dado disponí­vel sobre as áreas de interesse.

Os dados podem ser inéditos ou publicados. Quando aplicáveis, os dados devem conter referência para estudos publicados. A FAO e a OMS reconhecem que algumas das informações e dados relevantes que são solicitados podem ser de natureza sensí­vel ou confidencial. No caso de material inédito, a propriedade dos dados permanecerá com o autor, para subsequente publicação.

Mais informações: www.rlc.fao.org

Agência FAPESP