Notícia

B2B Magazine online

Softex Campinas abre vagas para empresas

Publicado em 28 janeiro 2008

A Incubadora , programa do Softex Campinas criado em 1995, projeta para este ano um crescimento de 60% no número de empresas incubadas. A proposta é apoiar empresas nascentes da área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

Segundo Dinéa Arissoto, gerente da incubadora, a expectativa para 2008 é aumentar o número de empresas com a ocupação integral da incubadora, que tem hoje espaço para 10 empresas, e também buscar novos projetos na modalidade pré-incubação. Esses projetos não necessitam de espaço físico e recebem apoio da incubadora para consolidar a idéia que será transformada em uma empresa.

Um exemplo de empresa que passou pela incubadora e hoje está no mercado é a KNBS (Knowledge Networks & Business Solutions). A empresa, que completa cinco anos em fevereiro deste ano, passou três deles na Incubadora Softex Campinas.

Segundo Carlos Alberto Fróes, diretor de marketing e desenvolvimento de produtos da KNBS, a participação da empresa na incubadora teve importância significativa, uma vez que contou com apoio logístico, de infra-estrutura, além de assessorias e consultorias empresariais.

"Nestes quase dois anos pós-incubação, a empresa se posicionou no mercado com a bagagem empresarial e técnica estruturada, passando de cinco para 15 colaboradores", conta Fróes. "Hoje contamos com oito projetos de pesquisa, um programa de desenvolvimento ambiental e social sendo apresentado em diversos estados. Além disso, a empresa participa de projetos em cinco estados brasileiros e busca solidificar seus produtos e soluções através de ações de organização do conhecimento empresarial de nossos clientes", completa.

Com o apoio da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e do Sebrae-SP, a Incubadora Softex oferece meios para que os projetos apresentados possam transformar-se em protótipos, produtos e novos empreendimentos na área de software, e assim criar condições favoráveis para o desenvolvimento de empresas de base tecnológica.

As empresas incubadas também contam com infra-estrutura completa e apoio em consultorias como Gestão Empresarial, Mercado, Jurídico e Contábil para maximizar a probabilidade de sucesso. Também são oferecidas orientação básica sobre a disponibilidade e formas de acesso aos recursos nas entidades de fomentos tais como Finep, CNPq, Fapesp, Sebrae, entre outras.

A duração do processo de incubação é de até três anos e oferece condições para que, depois de graduada, a empresa possa ser consolidada no mercado. Desde 1995, 20 empresas já passaram pela Incubadora. Atualmente, cinco empresas são incubadas residentes e 1 empresa é pré-incubada.


Requisitos

Participam da Incubadora as pessoas físicas (empreendedores) e pessoas jurídicas (empresas) selecionadas, desde que tenham seus projetos de desenvolvimento de produtos ou serviços de software aprovados pelo Conselho Curador, após avaliação do comitê técnico e que se enquadrem nas outras condições de participação pré-estabelecidas no Edital de Seleção e no Regimento Interno da Incubadora.

Os interessados em fazer parte da Incubadora devem entrar em contato com o Softex Campinas pelo telefone (19) 3287-7060 com Dinéa ou pelo e-mail: dinea@cps.softex.br. A seleção de participantes é contínua.