Notícia

Terra

Sistema da USP entra no ranking dos maiores do mundo

Publicado em 22 novembro 2006

O primeiro supercomputador de uso acadêmico brasileiro está no Top 500, o ranking dos computadores mais potentes do mundo. A máquina, comprada pela Universidade de São Paulo (USP) por US$ 650 mil, consiste em 448 processadores operando em conjunto. Segundo informação da Agência Fapesp, ele possibilita 2,9 trilhões de operações por segundo.
Fabricado pela IBM, a máquina ocupa a 363ª posição no ranking. Os computadores da Petrobras, que já figuravam na lista, correspondem às posições 273, 275 e 418.USP, fabricado pela IBM, é o 363º maior do mundo. Os da Petrobras ocupam as posições 273, 275 e 418 na lista.
O supercomputador chegará a São Paulo no próximo final de semana e deve entrar em funcionamento no dia 15 de dezembro. "O equipamento representará um enorme passo para a pesquisa acadêmica nacional", disse à Agência Fapesp Luiz Nunes de Oliveira, professor do Departamento de Física e Informática do Instituto de Física de São Carlos, da USP.
O sistema ficará no Centro de Computação Eletrônica da USP na Cidade Universitária. Foi solicitado por um grupo de 66 pesquisadores, e será usado no desenvolvimento de projetos em áreas distintas, com aplicações que vão desde as ciências humanas até a astrofísica. "O aumento de produtividade será fantástico", afirmou Oliveira.