Notícia

Jornal do Comércio (RS) online

Silva assume presidência da Ceitec na quarta-feira

Publicado em 30 julho 2010

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva nomeou nesta quinta-feira o físico Cylon Gonçalves da Silva para o cargo de presidente da Ceitec, vago desde a saída do alemão Eduard Weichselbaumer, há duas semanas. O gaúcho de Ijuí assume com a missão de gerir a empresa e levar adiante o conjunto de ações previstas no desenvolvimento e produção de chips no País. A Ceitec é uma estatal ligada ao Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT). A posse acontece na quarta-feira na sede da empresa, em Porto Alegre.

Cylon Gonçalves da Silva tem 63 anos, é PhD em Física pela Universidade da Califórnia e graduado em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). Um dos mais recentes trabalhos do novo presidente da Ceitec foi como coordenador-adjunto da diretoria científica da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), em 2009.

Entre 2004 e 2005, o físico foi secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Ciência e Tecnologia. Junto ao ministério, coordenou estudo para a criação do Centro Nacional de Referência em Nanotecnologia, com sede em Campinas (SP).

Em 1986, Cylon coordenou a implantação do Laboratório Nacional de Luz Sincontron para o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Grande parte da sua produção científica é dedicada a pesquisas sobre propriedades magnéticas e eletrônicas de materiais e a estudos sobre super-redes semicondutoras semimagnéticas.

A notícia foi comemorada pela diretora do Instituto de Física da Ufrgs, Márcia Cristina Bernardes Barbosa. "Cylon agrega competência administrativa a uma capacidade incrível de transformar em realidade uma ideia a partir da contribuição e da parceria de diversas pessoas nesse processo", diz. Ela acredita que, à frente da Ceitec, ele deverá abrir espaço para que possam acontecer parcerias com as universidades.

A Ufrgs possui um trabalho que é referência na área de microeletrônica há muitos anos e sempre se destacou pela formação de profissionais altamente qualificados nessa área. Além disso, possui um laboratório de classe mundial.