Notícia

Meio Filtrante online

Setor de bioenergia precisa de incentivos para não retroceder

Publicado em 26 agosto 2020

Por André Julião, da Agência FAPESP

Baixa nos preços do diesel e da gasolina podem dificultar crescimento de biocombustíveis no mercado

O contexto atual de pandemia não deve desestimular a continuidade de medidas que têm sido tomadas em relação à bioenergia nos últimos anos. Com a queda na demanda por combustíveis, o setor pode passar por dificuldades nos próximos meses e incentivos são essenciais para manter a produção, que contribui, inclusive, para o cumprimento das metas de emissões de gases do efeito estufa. Essa foi uma das conclusões do webinar “The Biofuture Principles for post-COVID Recovery: an Agenda for Brazil”, realizado no dia 13 de agosto e disponível no YouTube.

O seminário on-line integra a programação da Brazilian Bioenergy Science and Technology Conference (BBEST) 2020.

“A ideia aqui é dar início às discussões da conferência BBEST, que realizamos todo ano. Escolhemos discutir hoje a recuperação da economia pós-COVID e como fazer isso de forma sustentável, com bioenergia. A economia desacelerou, mas as mudanças climáticas, não”, disse Gláucia Mendes Souza, professora do Instituto de Química da USP e coordenadora do Programa FAPESP de Pesquisa em Bioenergia (BIOEN), durante a abertura do evento.