Notícia

Jornal Folha Noroeste

Setembro Amarelo: evento faz reflexões sobre finitude da vida

Publicado em 09 setembro 2019

Simpósio "Os nós da finitude: luto, suicídio e cuidados paliativos" será na Unesp em Assis

O objetivo do II Simpósio "Os Nós da Finitude: Luto, Suicídio e Cuidados Paliativos", da Faculdade de Ciências e Letras (FCL) da Unesp, câmpus Assis, é promover o debate sobre os desdobramentos da relação do ser humano com a morte a partir de um olhar interdisciplinar da Psicologia, junto com as várias áreas das Ciências Humanas e da Saúde.

Segundo as organizadoras, professoras Diana Pancini de Sá Antunes Ribeiro, Mariele Rodrigues Correa e Mary Yoko Okamoto, do curso de Psicologia da Unesp, câmpus Assis, a consciência da finitude é comum a todos nós. E é a partir dessa relação com a morte que nos subjetivamos e tecemos sentidos para nossa existência.

Na tessitura entre vida e morte, alguns ‘nós’ podem embolar e emaranhar a subjetividade das perdas simbólicas, como o luto pela perda de pessoas significativas, a terminalidade da vida, ideações, comportamentos suicidas ou autodestrutivos, processos de morte e de morrer.

Todas estas questões que envolvem a reflexão sobre a morte são complexas e merecem um olhar atento e cuidadoso da Psicologia e da Ciência em geral frente aos "nós" daquilo que nos ata, a fim de podermos tecer laços mais potentes com a vida.

O simpósio ocorre tem como público-alvo estudantes de graduação e pós-graduação em Psicologia, profissionais da saúde e da educação e demais interessados no tema. As inscrições estão abertas e devem ser realizadas até 18 de setembro pela página www.inscricoes.fmb.unesp.br/fcl.

O evento integra uma série de ações do projeto "Bem Viver para Tod@s", realizadas nos câmpus da Unesp com o apoio do convênio Unesp-Santander. O simpósio é organizado pelo Departamento de Psicologia Clínica, Departamento de Psicologia Social e Educacional e Centro de Pesquisa e Psicologia Aplicada "Dra. Betti Katzenstein", da Unesp em Assis.

Setembro Amarelo Além de palestras e mesas-redondas com pesquisadores e profissionais da área, a expectativa é que estudantes de graduação e pós-graduação em Psicologia, assim como psicólogos e profissionais da área da saúde e da educação também possam frequentar minicursos e fazer apresentações orais.

As inscrições devem ser feitas, exclusivamente, pelo endereço http://www.inscricoes.fmb.unesp.br/principal.asp , até o dia 18 de setembro.

Já a submissão de trabalhos, até o dia 10, com os seguintes eixos temáticos:

- Psicologia e contexto hospitalar.

- Processos de luto e intervenções em Psicologia.

- Lutos simbólicos e práticas psicossociais.

- Reflexões sobre a relação do homem com a finitude.

- As múltiplas facetas do processo suicida: interseccionalidades, prevenção e posvenção.

Em setembro, ocorre o Setembro Amarelo, uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio.

Programação

19 de setembro

08:30 – Abertura

09:00 – Palestra “Nós da finitude: morte, processos de luto e suicídio”

Dra. Daniela Reis e Silva é p sicóloga clínica e hospitalar, terapeuta de famílias e casais. Terapeuta certificada em Brainspotting e supervisora/facilitadora em EMDR. Fellow in Thanatology, nos Estados Unidos. Mestre e doutora em Psicologia Clínica pela PUC/SP. Também é coordenadora do Grupo API/ES – Apoio a Perdas Irreparáveis e do curso de Pós-Graduação em Intervenção na Automutilação, na Prevenção e na Posvenção do Suicídio do Instituto Vita Alere. Membro do IWG (International Working Group on Death Dying and Bereavement) e da Associação de Suicidologia da América Latina e Caribe (ASULAC). Associada fundadora e Integrante da Diretoria da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio (ABEPS), além de integrante do Laboratório de Estudos e Intervenções sobre o Luto (LELu, PUC-SP) e do Grupo de Trabalho de Prevenção do Suicídio no Espírito Santo (GTPS-ES).

Mediadora: Dra. Mary Yoko Okamoto é p rofessora do Departamento de Psicologia Clínica da Faculdade de Ciências e Letras (UNESP), câmpus de Assis dos cursos de graduação e pós-graduação em Psicologia da Unesp/Assis.

13:30 – Palestra: “Atuação psicológica na oncologia hospitalar”

Mariana Ducatti Horiquini de Almeida é p sicóloga formada pela UNAERP (2011), especialista em Clinica Comportamental (PSICOLOG, 2013), mestre (2014) e doutora (2018) pela FFCLRP-USP. Membro da Unidade de Cuidados Paliativos do Hospital do Amor, vinculado ao Hospital São Judas Tadeu. Também é coordenadora e docente do cursos de Psicologia da Faculdade de Barretos e do curso de Pós-graduação em Psicologia da Saúde e Hospitalar da Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos - FACISB – Barretos.

Mediadora: Dra. Diana Pancini de Sá Antunes Ribeiro, é p rofessora do Departamento de Psicologia Clínica da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp, câmpus de Assis, e docente do curso de graduação em Psicologia da Unesp/Assis.

16:00 – Minicursos

Local: a divulgar

1 - Um novo olhar para a prevenção e posvenção ao suicídio

Luciana Z. Handa é Psicóloga (CRP 06/143.203), com aprimoramento em Psicologia Clínica pela Faef/Garça e coordenadora do Grupo de Prevenção ao Suicídio de Marília SP.

2 - Processos de luto em situações de desastres e emergências

Dra. Daniela Reis e Silva é mestre e doutora em Psicologia Clínica (PUC-SP). Integrante do Laboratório de Estudos e Intervenções sobre o Luto (LELu, PUC-SP). Coordenadora do Grupo API/ES – Apoio a Perdas Irreparáveis e do Curso de Pós-Graduação em Intervenção na Automutilação, na Prevenção e na Posvenção do Suicídio do Instituto Vita Alere, além de membro da Associação de Suicidologia da América Latina e Caribe (ASULAC) e associada fundadora e integrante da Diretoria da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio (ABEPS).

3 - Mortes na vida e vidas na morte: processos de luto no envelhecimento

Aline Sabbadini é psicóloga pela Unesp, câmpus de Assis, e mestranda do Programa de Pós-Graduação “Psicologia e Sociedade” da FCL-Unesp/Assis. Pesquisadora na área de Envelhecimento e Finitude. Atualmente, desenvolve em seu mestrado pesquisa sobre as vivências de perdas e lutos em idosos institucionalizados, com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior ( CAPES).

4 - Os diversos “nós” das intervenções com famílias e pessoas com comportamento suicida

Ms. Ana Vitória Salimon C. dos Santos é psicóloga, mestre e doutoranda em Psicologia pela Unesp/Assis; professora, supervisora de estágios e coordenadora do Núcleo de Psicologia do Centro Universitário de Adamantina-SP - UNIFAI, articuladora da Rede Promover Vida, membro fundadora da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio – ABEPS e do Comitê Pró-CVV de Adamantina/SP.

19:30 – Sessão de apresentação de trabalhos: comunicações orais

Local: a divulgar

20 de setembro

Local: Salão de Atos

1 - 08:30 – Mesa-redonda “Suicídio e interseccionalidades de marcadores sociais”

“Podem as lesbianidades falarem? O processo suicida de jovens lésbicas”

Ms.Yasmin Cassetari da Silva é psicóloga e mestranda em Psicologia e Sociedade pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), com apoio da bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Possui atuação no Diretório de Grupos de Pesquisa no Brasil (CNPq) pelos grupos “PsiCUqueer - Coletivos, Psicologias e Culturas Queer” e "Deleuze/Guattari e Foucault, elos e ressonâncias" da Unesp/Assis. Realizou estágio de pesquisa no exterior junto ao Laboratório Internacional Nietzschiano no Instituto de Filosofia da Universidade Nova de Lisboa (NIL - IFILNOVA) e no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.

“Sabemos onde dói, mas poucos conseguem enxergar: uma reflexão sobre o suicídio na população negra”

Ms. Paulo Vitor Nasvaconi é p sicólogo e mestre em Psicologia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). É doutorando em Subjetividade e Práticas Sociais na Contemporaneidade pela Universidade Estadual de Maringá. É membro do grupo de pesquisa em sexualidade, saúde e política e da Comissão de Direitos Humanos do Conselho Regional de Psicologia (Sede Paraná 08). Também é professor em Psicologia no Centro Universitário Cidade Verde (UNIFCV) e na Pós-Graduação em Gestão de Pessoas e Psicologia Organizacional na disciplina: Subjetividade e Trabalho (UNIFCV), na cidade de Maringá, além de autor do livro: 'Vida, Adoecimento e Suicídio: Racismo na produção do conhecimento sobre jovens negros LGBTTIs', publicado no ano de 2019.

Mediadora: Dra. Mariele Rodrigues Correa é p rofessora do Departamento de Psicologia Social e Educacional da Faculdade de Ciências e Letras (UNESP), campus de Assis. Docente dos cursos de Graduação e Pós-Graduação em Psicologia da UNESP-Assis.

2 - 14:00 – Mesa-redonda “Desatando nós e criando laços com a finitude: a perspectiva dos cuidados paliativos”

Tom Almeida é f undador do movimento inFINITO e idealizador do Festival inFINITO, Cineclube da Morte, A Morte no Jantar, Death over Drinks e da Jornada Eduardo Alferes de Cuidados Paliativos. Tom é empreendedor social, ativista do bem morrer, palestrante, facilitador de workshops, conector e comunicador. Depois de viver 3 importantes mortes ao longo de três anos seguidos, ele decidiu entrar de cabeça na causa do bem morrer. Desde então, dedica sua vida a contribuir ativamente com a criação de um jeito diferente de viver a morte. Mais confortável, íntimo e amoroso. Com menos sofrimento e arrependimentos.

José Roberto Ortega Junior é m édico especialista em clínica médica; intensivista pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; hematologista pelo Hospital Amaral Carvalho de Jaú; fellowship em cuidados intensivos em paciente submetidos a transplante de medula pelo Fred Hutchinson Research Cancer Center em Seattle. EUA. Com pós-graduação em Cuidados Paliativos pelo Hospital Sírio Libanês de São Paulo, é coordenador do Serviço de Cuidados Paliativos do Hospital Unimed Bauru e da unidade de terapia intensiva do Hospital Beneficência Portuguesa de Bauru.

Local

Faculdade de Ciências e Letras da Unesp, câmpus Assis: Avenida Dom Antonio, 2100, Parque Universitário, Assis/SP