Notícia

Convergência Digital

Sesc promove série de palestras sobre nanotecnologia

Publicado em 28 maio 2008

A nanotecnologia está sendo apontada como a fonte de uma possível 5ª revolução industrial. Também denominada tecnologia atômica, refere-se a uma gama de novas tecnologias que operam na escala do nanômetro, a bilionésima parte de um metro. Isto certamente trará um forte impacto em toda sociedade.

Um dos expoentes mundiais desta tecnologia é o cientista e engenheiro norte-americano K. Eric Drexler. Primeiro cientista a produzir uma tese de doutorado em nanotecnologia no mundo, em 1991, pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), Drexler estuda tecnologias emergentes e suas conseqüências para o futuro.

A fama do cientista está também relacionada aos livros que publicou: Engines of Creation e Nanosystems: Molecular Machinery, Manufacturing, and Computation. Além disso, é chefe do conselho técnico da Nanorex, empresa de engenharia molecular e fundador da entidade norte-americana Foresight Institute. Associada a diversas áreas de pesquisa e produção, tais como a agricultura, a medicina e a engenharia de materiais, o princípio básico da nanotecnologia é a construção de estruturas e novos materiais a partir dos átomos (os tijolos básicos da natureza). A área é promissora. Apesar de estar dando os primeiros passos, já mostra resultados surpreendentes, sobretudo na produção de semicondutores, nanocompósitos, biomateriais, chips, nanofilms etc.

A contribuição especial da nanotecnologia drexleriana, também chamada de molecular, é a construção, átomo a átomo, de dispositivos úteis à vida humana. O santo Graal da abordagem de Drexler é o Manipulador Universal (Nanobox), um dispositivo capaz de construir minuciosamente qualquer máquina concebível pela espécie humana. Para o cientista, é possível prever o aparecimento de nano-dispositivos de regeneração celular, os nano-robôs, que poderiam garantir a regeneração dos tecidos e até a imortalidade.

Embora Eric Drexler seja considerado um dos nanotecnólogos mais importantes das últimas décadas, sua abordagem — próxima da ficção científica — é vista com desconfiança por outros colegas, estes mais interessados nos aspectos práticos da ciência.

O processo é ambíguo. A introdução e a disseminação desta nova tecnologia trazem benefícios e riscos para a sociedade, sobretudo pela possibilidade de se materializarem novos segmentos sociais de incluídos e excluídos. Estamos falando da construção de uma "nova natureza", inédita na história recente da humanidade, com repercussões nos ecossistemas naturais do planeta. O debate, portanto, precisa estar acessível aos cidadãos.

Vários relatórios científicos têm, inclusive, apontado para a necessidade de se incorporar, desde o início, pesquisas sobre os impactos sociais, econômicos, ambientais, políticos e éticos da nanotecnologia. Outra ponderação é a percepção do público sobre a introdução desta no bojo das relações sociais. Uma tarefa importante é dar ao público a chance de perguntar coisas básicas, como para que serve esta tecnologia, quem será seu proprietário ou quem irá se apropriar dela, e também, quem irá se responsabilizar caso as coisas não dêem certo.

Avançadas na Europa, Japão e Estados Unidos, as pesquisas também progridem no Brasil. Agrupados em dez recentes redes de pesquisas, os estudiosos já foram capazes de inserir a nanotecnologia brasileira no debate internacional. A continuidade deste processo de desenvolvimento deu origem a Rede brasileira de Pesquisa em Nanotecnologia, Sociedade e Meio Ambiente (www.nanotecnologia.iv.fapesp.br), que vem realizando pesquisas, seminários internacionais e engajamento público em nanotecnologia.

Serviço:

Programação - Palestra - 30 maio 2008 - sexta

9h30 - Instituto de Pesquisas Tecnológicas - IPT

Auditório Cid Vinio • Av. Prof. Almeida Prado, 532 • Cidade Universitária

Inscrições antecipadas no site www.ipt.br

Informações: 3767 4176

Transmissão simultânea: www.ipt.br/tv

15h - Fundação Jorge Duprat Figueiredo - Fundacentro

R. Capote Valente 710, Pinheiros

Inscrições antecipadas no site www.fundacentro.gov.br

Informações: 3066 6323 e 3066 6116

20h - SESC Pinheiros

Auditório, 3o andar • Rua Paes Leme, 195 • Pinheiros

100 vagas

Informações podem ser obtidas pelo telefone 3095 9400.