Notícia

Esteta

Série "Ciência Explica" leva conceitos científicos às crianças

Publicado em 17 fevereiro 2017

O Laboratório Aberto de Interatividade para a Disseminação do Conhecimento Científico e Tecnológico (LAbI) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) lançou a série de videocasts “Ciência Explica”, que tem o objetivo de abordar conceitos científicos junto às crianças.

O projeto “Ciência Explica”, uma parceria do LAbI com o Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) da FAPESP, também é exibido na página da revista Galileu no Facebook.

Com 11 episódios já veiculados, cada um com cerca de um minuto, a série “Ciência Explica” parte de perguntas como “Por que soltamos fumaça pela boca quando está frio?”, “Como surge o bolor no pão?” e “Porque choramos quando cortamos cebola?”. As respostas são apresentadas na forma de animações com desenhos feitos à mão, em geral sugerindo que as crianças busquem mais informações junto aos seus professores.

“A ideia é aproveitar a curiosidade própria das crianças para, aos poucos, ir apresentando novos conceitos e conhecimentos. O projeto, como todas as iniciativas do LAbI, parte da compreensão de que escola e divulgação científica são – e devem sempre ser – espaços complementares de acesso à Ciência”, disse Tárcio Minto Fabrício, coordenador de Conteúdo do Laboratório, idealizador e diretor geral da série à Assessoria de Comunicação do CDMF.

Os roteiros, direção de arte e desenhos são de Anne Lodi (estudante do curso de graduação em Imagem e Som da UFSCar e bolsista do LAbI), com participação também de Rafael Simões (captação, edição, finalização, sonoplastia e direção executiva) e de Mario Gonçalves Neto (direção executiva), ambos coordenadores de audiovisual do Laboratório.

A série pode ser acessada no endereço www.youtube.com/playlist?list=PLmuPJ4UjwzdTXgTvDuXVkLxJo9RTl-Q1J.

Outras iniciativas de divulgação do conhecimento científico e tecnológico em vídeos realizadas pelo LAbI podem ser conferidas em www.labi.ufscar.br.

Agência FAPESP