Notícia

JC e-mail

Sergio Rezende participa do 2ª Congresso Brasileiro de Inovação na Indústria, realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI)

Publicado em 18 abril 2007

Em debate, o desenvolvimento tecnológico para o crescimento das empresas e da economia.

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) realizará de 23 a 25 de abril, no Hotel Hilton, em SP, o 2º Congresso Brasileiro de Inovação na Indústria. A abertura do evento, marcada para às 19h do dia 23, terá a presença do presidente da CNI, Armando Monteiro Neto, dos ministros Miguel Jorge, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, e Sergio Rezende, da C&T.

Durante o evento, especialistas internacionais, empresários, acadêmicos, representantes do governo e outros convidados discutirão a importância do desenvolvimento tecnológico para o aumento da competitividade da indústria e as políticas de inovação industrial.

O desenvolvimento tecnológico é um dos pilares do crescimento econômico identificados no Mapa Estratégico da Indústria 2007-2015. O tema está entre as dez prioridades apontadas no documento Crescimento.

A Visão da Indústria que apresenta os principais desafios à criação de um ambiente favorável à inovação, além da definição de regras para estimular investimentos em tecnologia.

Ao longo do Congresso, serão avaliadas as políticas de inovação e competitividade, as tendências tecnológicas e os desafios da indústria nacional. Além disso, discutirá propriedade intelectual, biotecnologia, nanotecnologia, segurança jurídica e inovação, energia renovável, entre outros.

No dia 24 de abril, a programação começa com uma mesa-redonda sobre políticas de inovação e competitividade com o professor de e-Business e Tecnologia da Informação do European Institute of Business Administration (Insead), na França, Soumitra Dutta. Compõem a mesa os professores da Georgetown University, dos EUA, Carl Dahlmann e Svend Otto Remoe, do Monit Project da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

No mesmo debate estará presente o engenheiro industrial espanhol Pere Escorsa, professor da Universidade Politécnica da Catalunha e membro da Associação Latino-Iberoamericana de Gestão Tecnológica.

Marc Giget, do Centro Nacional de Artes e Ofícios da França, profere a palestra magna sobre "Tendências Tecnológicas e Desafios da Indústria Brasileira".

Participa do debate o diretor científico da Fapesp, Carlos Henrique Brito Cruz.

No mesmo dia, estão previstos mais 16 painéis para discutir financiamento à inovação, tecnologia, biotecnologia, segurança jurídica, entre outros.

No último dia do Congresso, as atenções se voltarão ao futuro da política industrial no Brasil. A programação e as informações sobre o Congresso estão no site http://www.cni.org.br/inovacao.

O evento tem o apoio da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), da Finep e do Sebrae.

(Assessoria de comunicação da CNI)