Notícia

Estadão.com

Sequelas de diabete são contidas por terapia com células-tronco e químio

Publicado em 17 maio 2018

Por Fábio de Castro
SÃO PAULO - Cientistas da Universidade de São Paulo (USP) que desenvolveram uma terapia pioneira para tratar diabete tipo 1 sem insulina demonstraram agora que a técnica também impede sequelas graves da doença por um tempo ainda indeterminado. O método combina quimioterapia e o transplante de células-tronco e já era conhecido mundialmente por ter livrado grande parte dos pacientes das injeções por mais de dez anos – um feito sem precedentes. No novo estudo, os pesquisadores dizem que o tratamento também reduziu a zero [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.