Notícia

Vale Paraibano online

Sensor em Campos estuda radiação solar

Publicado em 14 julho 2005

Por Chico Pereira, de Campos do Jordão

Pesquisa científica liderada pelo Cptec, de Cachoeira Paulista, está monitorando os efeitos dos raios ultravioleta

O Cptec (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos), em Cachoeira Paulista, começou a pesquisar e a monitorar os efeitos da radiação ultravioleta emitida pelos raios solares por meio de um sensor instalado em Campos do Jordão.
O sensor, importado dos Estados Unidos, entrou em funcionamento anteontem. Ele foi acoplado na PCD (Plataforma de Coleta de Dados), mantida pelo Cptec em Campos do Jordão, localizada em uma praça no bairro do Capivari.
O Cptec é um órgão ligado ao Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e responsável pela previsão de tempo.
O estudo sobre radiação ultravioleta tem o apoio da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e da USP (Universidade de São Paulo).
O projeto científico visa também estudar a influência de fatores atmosféricos e geográficos sobre os níveis de radiação ultravioleta em regiões de alta densidade populacional de São Paulo.
O pesquisador Marcelo de Paula Correia disse que foram escolhidas três regiões do Estado para o monitoramento. Além de Campos, equipamento semelhante foi instalado em São Paulo, no campus da USP.
Um terceiro sensor será instalado em Caraguatatuba e deverá começar a operar no verão de 2006. "Escolhemos cidades em várias regiões, como no planalto, na serra e no litoral, para termos um panorama mais abrangente dos estudos", afirmou o pesquisador.

Efeitos - A radiação ultravioleta pode ser benéfica ou maléfica ao homem, de acordo com o tempo de exposição aos seus efeitos.
Além disso, outras variantes precisam ser consideradas para determinar os efeitos nocivos ou benéficos da radiação como cor da pele, histórico genético e a própria localização geográfica.
"Entre os efeitos maléficos estão, por exemplo, queimaduras por ficar exposto durante muito tempo ao sol. A longo prazo, a radiação pode até provocar câncer de pele", disse o pesquisador.
A radiação ultravioleta quando recebida em pequenas doses é responsável pela síntese da vitamina D no organismo humano e ajuda a prevenir doenças cardíacas e a osteoporose.
"Tudo depende da quantidade de radiação que o organismo recebe, por isso, é importante tomar certas precauções como uso de protetor de pele aos raios solares e horário adequado de exposição ao sol", explica o pesquisador.

Dados - O Cptec já monitora os níveis de radiação ultravioleta por intermédio de fotos de satélite, mas é a primeira vez que isso será feito em superfície.
O equipamento filtra a radiação ultravioleta e armazena os dados. A coleta do resultado, por enquanto, será manual, mas a intenção do Cptec é acoplar o sensor na PCD de forma a criar uma minirede.
Os dados serão então enviados à Cachoeira Paulista via satélite e disponibilizados na página do Inpe na Internet.
Entre os efeitos maléficos estão, por exemplo, queimaduras por ficar exposto durante muito tempo ao sol. A longo prazo, a radiação pode até provocar câncer de pele

Marcelo de Paula Correia é pesquisador