Notícia

Marco Antonio Silveira

Seminário em História do Brasil I - Programa

Publicado em 20 março 2018

Por Marco Antonio Silveira

Disciplina: Seminário em História do Brasil I

Professor: Marco Antonio Silveira

mantoniosilveira@yahoo.com.br

1º semestre de 2018

 

Importante: As informações referentes a esta disciplina serão postadas neste blog. Dessa forma, os alunos devem consultá-lo constantemente para inteirar-se de acertos e mudanças.

 

Programa

 

Sertões, fronteiras e ocupação territorial na América portuguesa

 

1. Do Atlântico às fronteiras coloniais

 

RUSSELL-WOOD, A. J. R. “O Atlântico português, 1415-1808”. In: Histórias do Atlântico português. Trad. São Paulo: Ed. Unesp, 2014, p. 89-123.

 

RUSSELL-WOOD, A. J. R. “Fronteiras do Brasil colonial”. In: Histórias do Atlântico português. Trad. São Paulo: Ed. Unesp, 2014, p. 279-302.

 

II. Indígenas e quilombolas: entre a guerra e as missões

 

PERRONE-MOISÉS, Beatriz. “Índios livres e índios escravos: os princípoios da legislação indigenista do período colonial (séculos XVII e XVIII)”. In: CUNHA, Manuela Carneiro da. História dos índios no Brasil. 2ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, Secretaria Municipal da Cultura, Fapesp, 1992, p. 115-32.

 

PUNTONI, Pedro. “No íntimo dos sertões”; “O país dos tapuias”. In: A guerra dos bárbaros. São Paulo: Hucitec, Fapesp, Edusp, 2002, p. 21-47 e 49-87.

 

FLORENTINO, Manolo & AMANTINO, Márcia. “Uma morfologia dos quilombos nas Américas, séculos XVI-XIX”. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 19, supl. 1, de. 2012, p. 257-97.

 

BOXER, Charles R. “Missionários e moradores na Amazônia”. In: A idade de ouro do Brasil. Trad. 3ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000, p. 289-307.

 

III. Revoltas e razão de Estado

 

ROMEIRO, Adriana. “Ideias e práticas políticas”. In: Paulistas e emboabas no coração das Minas. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2008, p. 225-75.

 

PEREIRA, Marcos Aurélio. “Assumar e a Coroa: cultura política, razões de Estado e os governos de D. Pedro”. In: Vivendo entre cafres. Curitiba: Prismas, 2016, p. 245-347.

 

IV. O Tratado de Madri

 

BOXER, Charles R. “A América portuguesa por volta de 1750”. In: A idade de ouro do Brasil. Trad. 3ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000, p. 309-39.

 

CORTESÃO, Jaime. “O mapa das Cortes e o Tratado de Madrid”. In: O Tratado de Madrid. Brasília: Senado Federal, 2011, t. 2, p. 319-59 (edição fac-similar).

 

Avaliação

A avaliação será composta de três atividades: a) primeira prova valendo quatro pontos; b) apresentação de um plano de aula valendo dois pontos; c) segunda prova valendo quatro pontos.

Bibliografia básica

BOXER, Charles R. A idade de ouro do Brasil. Dores de crescimento de uma sociedade colonial. Trad. 3ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000.

CORTESÃO, Jaime. O Tratado de Madrid. Brasília: Senado Federal, 2011, 2 v. (edição fac-similar).

CUNHA, Manuela Carneiro da. História dos índios no Brasil. 2ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, Secretaria Municipal da Cultura, Fapesp, 1992.

FLORENTINO, Manolo & AMANTINO, Márcia. “Uma morfologia dos quilombos nas Américas, séculos XVI-XIX”. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 19, supl. 1, de. 2012, p. 257-97.

HOLANDA, S. B. (dir.). História geral da civilização brasileira. 6ª ed. São Paulo: Difel, t. I, v. 1 e 2, 1981.

HOORNAERT, Eduardo. “A Igreja católica no Brasil colonial”. In: BETHELL, L. (org.). América Latina colonial. Trad. 2ª ed. São Paulo: Edusp, 2004, p. 553-68.

JANCSÓ, István (or.). Cronologia de história do Brasil colonial. São Paulo: Departamento de História/USP, 1994.

PEREIRA, Marcos Aurélio. Vivendo entre cafres. A trajetória do Conde de Assumar e o império ultramarino português. Curitiba: Prismas, 2016.

  1. A guerra dos bárbaros. Povos indígenas e colonização do sertão nordestino do Brasil, 1650-1720. São Paulo: Hucitec, Fapesp, Edusp, 2002.

ROMEIRO, Adriana. Paulistas e emboabas no coração das Minas. Ideias, práticas e imaginário político. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2008.

RUSSELL-WOOD, A. J. R. Histórias do Atlântico português. Trad. São Paulo: Ed. Unesp, 2014.

SANTOS, Márcio Roberto Alves dos Santos. Rios e fronteiras. Conquista e ocupação do sertão baiano. São Paulo: Edusp, 2017.

SILVA, Maria Beatriz Nizza da; JOHNSON, Harold & MAURO, Fréderic. O império luso-brasileiro. Lisboa: Estampa, 1992.

WEHLING, Arno & WELING, Maria José. Formação do Brasil colonial. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1994.