Notícia

ABC do ABC

Seminário discute práticas ambientais e ações sustentáveis

Publicado em 21 novembro 2014

Por Redação

Baseando-se na crença de que o ser humano e a natureza são partes indissociáveis do mesmo ambiente, o projeto Fábrica de Florestas promove o I Seminário de Arborização, Educação Ambiental e Qualidade de Vida, em Santo André. Programado para a próxima sexta-feira (28), no Parque Escola, com entrada gratuita, o evento é uma parceria do Instituto Fábrica de Florestas, da Braskem e da Prefeitura Municipal de Santo André.

 

Na ocasião, profissionais, estudantes e gestores discutirão as melhores práticas para o desenvolvimento consciente do meio urbano, por meio de palestras com os temas arborização, cidades sustentáveis e utilização de plantas no monitoramento da qualidade do ar. O objetivo é mobilizar os moradores para ampliar o envolvimento coletivo em busca de ações que resgatem a oferta e preservação de recursos naturais.

 

Em Santo André, o Projeto Fábrica de Florestas é desenvolvido desde 2012 desenvolvido desde 2012 e tem como objetivo promover a conservação e consciência ambiental, por meio da produção e plantio de mudas nativas e da sensibilização socioambiental.

 

Para participar do Seminário, os interessados poderão se inscrever pelo e-mail ana@corecomunicacao.com.br ou telefone (11) 4433-8374. As vagas são limitadas.

 

CRONOGRAMA

08h30 - Credenciamento e café de boas vindas

09h Abertura

10h Mesa de debate: Educação Ambiental e Arborização

1º Palestrante: Maria Cecília Forces Pelicioni

2º Palestrante: Waldir Mantovani

Mediação: Elaine Cristina da Silva Colin

12h Almoço

14h - Mesa de debate: Cidades (In)Sustentáveis e a Utilização das Plantas no Monitoramento da Qualidade do Ar

1º Palestrante: Robson da Silva Moreno

2º Palestrante: Eriane Justo Luiz Savóvia

Mediação: Alvaro Oyama Lins Fonseca

16h - Encerramento com café

 

PALESTRANTES:

MARIA CECILIA FORCES PELICIONI, professora doutora e livre docente aposentada da Faculdade de Saúde Pública da USP, atuante na linha de pesquisa voltada para a educação, saúde e meio ambiente.

 

WALDIR MANTOVANI, engenheiro Agrônomo (ESALQ/USP), mestre e doutor em Ecologia da UNICAMP; livre docente e professor titular aposentado da USP. Atualmente atua como professor visitante junto à Universidade Federal do ABC. Trabalha nas áreas de Ecologia e Ciência Ambiental, além de ser assessor de órgãos de fomento à pesquisa (como CNPq, CAPES e FAPESP), e revisor de artigos em periódicos científicos.

 

ELAINE CRISTINA DA SILVA COLIN, graduação em Biologia, com especialização em Educação Ambiental; mestrado e doutorado em Ciências (na área de serviços de Saúde Pública) na faculdade de Saúde Pública da USP. Atua há mais de 14 anos em projetos de educação ambiental com comunidades e escolas. Atualmente atua como gerente de educação e extensão ambiental do departamento de Meio Ambiente da Prefeitura de Santo André.

 

ROBSON DA SILVA MORENO, arquiteto formado pela PUC-Campinas (1990); mestre em estruturas ambientais urbanas pela faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (2004); doutorando em Paisagem e Ambiente na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. Professor do curso de pós-graduação em Arquitetura Urbana e Sustentabilidade no Centro Universitário Belas Artes.

Desde 2006 é funcionário do Serviço de Saneamento Ambiental de Santo André (SEMASA) e atualmente é responsável pela coordenação do programa de coleta seletiva da cidade.

 

ERIANE JUSTO LUIZ SAVÓIA, graduação em Biologia, especialização em Pedagogia com habilitação em Administração Escolar; mestrado em Ciências pela Faculdade de Medicina da USP e doutorado em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente pelo Instituto de Botânica de São Paulo. Atualmente é professora do curso de Gestão em Saúde Ambiental da Faculdade de Medicina do ABC e gerente de Educação e Mobilização Ambiental do departamento de Gestão Ambiental do SEMASA.

 

ÁLVARO OYAMA LINS FONSECA, diretor executivo do Instituto Fábrica de Florestas.