Notícia

Vix

Semente brasileira é esperança para frear um câncer de mama ultra-agressivo

Publicado em 17 outubro 2018

O câncer de mama triplo-negativo, considerado um dos mais agressivos, ainda não possui tratamento específico, agente direto de combate ou mesmo avanço em terapias que possam curar a doença. Uma semente brasileira, no entanto, se tornou a mais recente esperança para frear a ação do tumor.

Semente brasileira pode ser a chave contra câncer

De acordo com informações da Agência Fapesp, uma proteína extraída de sementes de árvores da espécie conhecida como tamboril ou orelha-de-macaco (Enterolobium contortisiliquum) pode inibir a migração e a metástase do câncer de mama triplo-negativo e de outros tipos de tumor, como o gástrico e o melanoma.

As descobertas, feitas por pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), indicam que a proteína inibe a invasão, a proliferação e a metástase do câncer ultra-agressivo em testes in vitro e, no caso do melanoma, tanto em modelo in vitro como em animais.

Os testes com a proteína das sementes, denominada Enterolobium contortisiloquum inibidor de tripsina (EcTI, na sigla em inglês), ainda são bastante iniciais e um tratamento baseado em sua ação ainda pode estar longe de ser uma realidade aplicada.

As análises, porém, são animadoras. Além de ter ação antitumoral, a proteína EcTI, que foi patenteada, também demonstrou ser capaz de inibir a trombose arterial e a venosa, segundo os pesquisadores envolvidos no trabalho científico.