Notícia

Correio Popular

Seis nomes saem em disputa do cargo de Brito

Publicado em 12 novembro 2004

Por Maria Teresa Costa - Da Agência Anhanguera - teresa@rac.com.br
O início da disputa para a reitoria da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que já tem seis potenciais candidatos, está a espera apenas da nomeação, pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB),do reitor Carlos Henrique de Brito Cruz para a Diretoria Cientifica da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Brito encabeça a lista tríplice encaminhada ontem ao governador; que até as 19h30 ainda não havia escolhido o novo diretor Científico da fundação. Para assumir a Fapesp, Brito Cruz terá que renunciar ao mandato na universidade Isso irá acontecer após a comunidade universitária escolher seu sucessor em eleição que será marcada pelo Conselho Universitário (Consu), provavelmente para março. O processo eleitoral, no entanto, já está aberto nos bastidores. Na universidade são aventados como candidatos o coordenador-geral da Unicamp e vice-reitor José Tadeu Jorge, o diretor do Instituto de Biologia Mohamed Habib, o sociólogo Ricardo Antunes, o filósofo Roberto Romano, o químico Fernando Galembeck e o engenheiro elétrico Vitor Baranauskas. Tadeu Jorge é, entre todos, o único candidato declarado. "Estou na disputa mais que nunca", disse ontem, observando esperar uma sucessão tranqüila. Sua participação na disputa é tida como natural, uma vez que já se tornou tradição que o vice-reitor concorra. "Não há razão para polemizar'', afirmou. Segundo ele, a renúncia de Brito Cruze a antecipação da eleição em um ano (o mandato iria até abril de 2006) não irá prejudicar sua candidatura. "Pelo contrário. Para a Unicamp é uma honra ter Brito na Diretoria Científica da Fapesp", afirmou. Já Mohamed Habib prefere falar na defesa de um projeto de universidade de quatro anos, sem negar, no entanto, que seja candidato. "Queremos um projeto que una a universidade, que saia fortalecida de dentro para fora. Nossos desafios externos são maiores que os internos", afirmou. Baranauskas, que concorreu ao cargo de reitor nas três últimas eleições, não foi localizado ontem para confirmar sua intenção de participar da disputa. Já o professor do Departamento de Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Ricardo Antunes, afirmou ontem que não há a menor hipótese de se candidatar. O filósofo Roberto Romano, candidato derrotado na última eleição para a reitoria da Unicamp, também negou que seja novamente candidato. "Não há a menor possibilidade de me candidatar. Já aprendi a lição", disse. O professor Fernando Galembeck, que disputou a reitoria na última eleição, também negou ontem que seja candidato. Ele disse que não entra na disputa por nenhum motivo.