Notícia

FAPEG - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás

Segunda reunião do Consup acontece de forma remota

Publicado em 04 agosto 2020

Por helenice.souza

O Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) realizou nesta terça-feira (4) a sua segunda reunião ordinária deste ano, que aconteceu de forma remota. Na pauta, as ações da Fapeg de 2020 e planejamento para 2021, o orçamento para o próximo ano, homologação de projetos e apresentação de editais a serem lançados, indicadores de 2019, homologação dos 258 processos analisados pelo Comitê de Orçamento e Contas e posse do conselheiro Ronaldo Vargas Vallejos como representante do setor empresarial privado, com ações em pesquisa, desenvolvimento e inovação, em funcionamento no Estado.

O presidente da Fapeg, Robson Vieira abriu os trabalhos comentando sobre o período de adaptação da Fapeg em home office. Vieira pediu apoio e mobilização dos membros do Consup: “Em agosto entramos em um período estratégico, quando no Estado começa a ser discutido o orçamento para o ano que vem e quero pedir colaboração e participação de todos vocês na nossa grande missão de destravar o orçamento para 2021 para que seja um quantitativo mais consistente”. Ele destacou que este é um momento propício, uma vez que a pandemia de Covid-19 colocou a ciência em evidência. “Esse apoio da academia nesse sentido vai ajudar a recuperar o orçamento para dar destaque real à importância da ciência para a sociedade, não apenas na época de pandemia, mas para a busca de soluções em prol da sociedade em todos os níveis do conhecimento”, comentou.

O presidente da Fapeg apresentou a previsão orçamentária para 2021, recursos a serem aplicados nos projetos dos Centros de Excelência, Rede Goiana de Laboratórios, projetos de pesquisas, editais científicos, editais de inovação e projetos com o governo.

Entre os editais científicos estão os de retomada das bolsas de formação em todas as modalidades, o Fapeg/Fapesp, editais internacionais, o Governo com Ciência, os projetos científicos e estruturantes, o Educação 4.0, o edital Engenharia 4.0, edital emergencial, o PDCTR, o PPSUS e os de participação e realização de eventos. Entre os de inovação: PitGov, PIPE, MDR/Ride, o da Secretaria da Retomada que a Fapeg vai lançar o edital para recuperação do Turismo em Goiás, Centro de Excelência, Embrapii, Centelha, Tecnova, Incubadoras, Nits, Inovação (farmacoealimentos:biodiversidade) e estruturação da rede de laboratórios.

O diretor Científico e de Inovação, Marcos Arriel, abordou sobre o sistema de seleção de propostas aplicado nos projetos lançados pela Fapeg. Falou ainda sobre os projetos concluídos e em andamento e sobre os que estão em construção, e sobre a convocação emergencial Covid-19.

Já o diretor de Programas e Monitoramento, Vanderlei Cassiano, apresentou o portfólio de projetos da Fapeg fazendo um RX das 50 ações em andamento, apresentando números como os 1504 beneficiários contratados (atualmente com 662 fomentos vigentes); 1.116 bolsistas beneficiados (368 bolsas vigentes); sete projetos de difusão (cinco fomentos vigentes); e 381 projetos de pesquisa (289 fomentos vigentes.

A próxima reunião do Consup deve acontecer em outubro.

Assessoria de Comunicação da Fapeg