Notícia

Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania (SP)

Secretário da Cultura assume com forte apoio do setor

Publicado em 24 abril 2012


Nem Shakespeare, nem São Jorge. 23 de abril foi o dia do novo secretário estadual da Cultura, Marcelo Araújo. Numa concorrida solenidade de posse, o diretor da Pinacoteca do Estado por dez anos arrancou de uma plateia estrelada na comunidade cultural paulista entusiasmados aplausos. “Nosso auditório ficou pequeno e nunca foi tão animado”, brincou o governador Geraldo Alckmin, durante a solenidade no Palácio dos Bandeirantes.

“Isso mostra a relevância da Cultura no nosso Estado e o acerto da escolha de Marcelo para o posto”, completou o governador ao encerrar a cerimônia, quando aproveitou para lembrar que Shakespeare é celebrado nesse dia. A menção ao bardo de Avon, morto em 23 de abril de 1616, foi um contraponto ao São Jorge, o santo guerreiro venerado em vários credos, destacado logo de início no discurso de posse de Araújo.

O clima era de festa diante de um auditório em que se juntaram Milu Villela, presidente do Museu da Arte Moderna, Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc, Grandino Rodas, reitor da Universidade de São Paulo (USP), Celso Lafer, presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de São Paulo (Fapesp), além de políticos e até mesmo o ator Fábio Assunção.


Como bem pontuou o secretário que deixou o cargo no dia 5 de abril para participar da campanha do PSDB à prefeitura, Andrea Matarazzo, “a cultura transforma, enquanto que a educação forma”. E esse importante papel de difundir a cultura recebeu do governo a devida atenção, lembrou Matarazzo, ao relacionar os projetos que foram descentralizados e expandidos por todo o estado de São Paulo. Entre eles, alguns desenvolvidos com a Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, como as oficinas de “formação de pessoas” e não apenas de passagem, que foram implantadas na região do Pontal de Paranapanema.

A secretária da Justiça, Eloisa de Sousa Arruda, presente para dar posse ao novo secretário, sempre salienta a importância da parceria com a Secretaria da Cultura, que permite ampliar campanhas contra discriminação racial, homofobia, assim como desenvolver ações culturais junto aos dependentes químicos.

Andrea Matarazzo mencionou que os investimentos destinados à Cultura pelo governo Alckmin, em um ano e meio, somaram R$ 1,5 bilhão. Verba que contempla projetos como a filial da Pinacoteca do Estado em Botucatu, e a construção de um novo teatro em Campinas.

Advogado e museólogo, Araújo assume o desafio de gerenciar uma ampla gama de programas e equipamentos, dentre elas algumas das principais instituições culturais do País, à frente da Cultura. Seu discurso pontuado pela relevância da consolidação de políticas públicas em parceria com a sociedade civil recebeu apoio da audiência. “Juntos podemos sonhar e tornar realidade o direito de acesso à criação cultural e ao poder de sua força poética e libertária, que pertence a cada cidadão”, disse ele.

Marili Ribeiro
Coordenadora da Assessoria de Imprensa
Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania
Governo do Estado de São Paulo
Tel: (11) 3291-2612