Notícia

Jornal da Ciência online

SBPC inaugura o Centro de Memória Amélia Império Hamburger

Publicado em 15 março 2017

Por Editor

A cerimônia de inauguração será realizada nesta sexta-feira (17), às 17h, na sede da entidade, em São Paulo

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) irá inaugurar nesta sexta-feira (17) o Centro de Memória da SBPC Amélia Império Hamburger, na sede da entidade, em São Paulo, às 17h. O novo Centro é resultado dos trabalhos de reconstrução e preservação da história da entidade, iniciados em 2004 com o então denominado Projeto Memória.

Em 2015 a SBPC retomou o Projeto Memória com recursos específicos obtidos graças ao empenho da diretoria da entidade pela elaboração de uma emenda parlamentar, que viabilizaram a implantação do novo Centro. A emenda foi apresentada pelo então presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara Federal, o deputado Ricardo Trípoli, e após a sua aprovação, foram liberados recursos via o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Segundo a presidente da SBPC, Helena Nader, a escolha do nome do Centro é um reconhecimento à Amélia por sua colaboração à SBPC em todos os momentos e, em especial, nos primeiros trabalhos para organizar e identificar fotos e documentos do acervo. Nader destaca também sua forte presença na luta pela redemocratização do Brasil e a marcante atuação pela educação e ciência do País.

Além de trabalhos em diversas áreas da física, Amélia realizou incursões pela epistemologia e história das ciências, motivadas por interesses no ensino de física, conforme lembra a presidente da SBPC. Ela também trabalhou na preservação da memória científica brasileira. Foi responsável pela organização dos arquivos históricos do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP) e publicou dois livros sobre a história da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo: Fapesp 40 anos – Abrindo Fronteiras e Fapesp, uma história de política científica e tecnológica, em parceria com Shozo Motoyama e Marilda Nagamini.

Ainda na área de história da ciência, publicou “A ciência e as relações Brasil-França 1850-1950”, resultado de seu trabalho com o professor Michel Paty, da Universidade de Paris VII, onde foi pesquisadora visitante em 1988.

Nader diz que essa experiência bem sucedida em organização de acervos foi o que a levou a coordenar a organização do então denominado Projeto Memória da SBPC, a partir de 2004, durante gestão de Ennio Candotti como presidente da SBPC. Mesmo durante a gestão de Marco Antonio Raupp, quando ela já estava doente, ainda participou como pôde da organização deste acervo.

A escolha do nome dela para o Centro de Memória da SBPC foi aceita por unanimidade pelo Conselho da SBPC e também pelos sócios da entidade durante a Assembleia Geral Ordinária dos Sócios da SBPC, ambas realizadas em Porto Seguro (BA), durante a 68ª Reunião Anual da SBPC.

A homenageada

Amélia Império Hamburger nasceu em 12 de julho de 1932, em São Paulo, e participou ativamente da vida universitária e da pesquisa nas áreas de física nuclear e do estado sólido, história da física e da ciência, ensino de física e filosofia da ciência. Como professora da USP, contribuiu para o desenvolvimento da ciência e das entidades científicas em todo o Brasil. Faleceu aos 78 anos em 1º de abril de 2011.

Jornal da Ciência