Notícia

Diário do Rio Claro

Saúde

Publicado em 22 maio 2020

Por Da Redação

Pacientes com câncer de mama sofrem alterações em células do sistema imune (presentes no sangue) logo nos estágios iniciais da doença, condição que pode servir de indicativo para diagnóstico de tumores agressivos e para melhorar o tratamento. A conclusão consta em estudo publicado na revista Clinical Translation al Immunology, conforme revelado pela Agência Fapesp. A pesquisa foi conduzida durante o doutorado de Rodrigo alio Ramos, bolsista da Fapesp, em estágio de pesquisa realizado na Université Claude Bernard Lyon 1, da França. O trabalho foi orientado pelo pesquisador francês Christophe Caux e pelo brasileiro Jose Alexandre Marzagão Barbuto, professor da USP.