Notícia

Folha de S. Paulo - Vale (São José dos Campos)

São Paulo terá novo centro de pesquisa e desenvolvimento de software livre

Publicado em 14 fevereiro 2007

Agência Fapesp

Cientistas brasileiros que atuam em projetos de software livre terão terreno mais fértil para atividades de pesquisa e desenvolvimento na área. O motivo é o Centro de Competência em Software Livre (CCSL), que funcionará em um prédio junto ao Instituto de Matemática e Estatística (IME) da Universidade de São Paulo (USP), na capital paulista.

O espaço será composto de laboratórios que serão utilizados por alunos de graduação e pós-graduação em ciência da computação.

Fábio Kon, professor do IME, explica que, apesar de os alunos ainda não disporem de um espaço físico exclusivo para o desenvolvimento de pesquisas em software livre, o instituto conta com dezenas de trabalhos acadêmicos relacionados ao tema em andamento. "Só o Departamento de Ciência da Computação do IME tem mais de 40 professores, sendo que a maioria desenvolve ou orienta pesquisas em diferentes áreas da computação. E, normalmente, o produto final desses estudos é um software que reúne os conceitos investigados", disse Kon.

O prédio, cujas obras terão início ainda este mês e deverá ser inaugurado em 2008, permitirá dobrar a capacidade física e de recursos humanos disponíveis para as pesquisas teóricas e aplicadas no instituto.

Atualmente, segundo Kon, os alunos trabalham de maneira dispersa em cinco laboratórios do Departamento de Ciência da Computação. Com o novo centro, o objetivo é permitir a realização de trabalhos conjuntos entre academia e empresas.

"Pesquisamos ferramentas de software livre há mais de dez anos na USP e o CCSL representa a necessidade de repassar esse conhecimento acumulado à sociedade, por meio de cursos e consultorias", afirma Kon que, ao lado do professor Siang Wun Song, coordena o projeto de construção do CCSL.

O centro terá ainda um espaço de extensão voltado para a prestação de serviços à comunidade. A idéia é que esse espaço tenha alunos de pós-graduação de plantão em horários fixos durante a semana, dispostos a solucionar problemas do público em geral. Os usuários poderão tirar dúvidas que vão desde a instalação de um programa Linux em uma máquina aos caminhos para implementar software livre em uma empresa.

Linux é um sistema operacional de uso livre. Seu código fonte está disponível para qualquer um utilizar, estudar, modificar e distribuir livremente por meios como a internet. De acordo com a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), o Linux respondeu, em 2003, por 9% do mercado mundial de sistemas operacionais. A estimativa é que, até o fim de 2007, esse índice chegue a 18%.

"As aplicações de software livre no Brasil, em especial no setor empresarial, têm crescido de maneira exponencial. Calcula-se que hoje pelo menos 80% das empresas nacionais de médio e grande porte utilizem software livre em algumas de suas máquinas", aponta Kon.

A construção do Centro de Competência em Software Livre (CCSL) está orçada em R$ 1,1 milhão, com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e da reitoria da USP.