Notícia

Centro Alemão de Ciência e Inovação - São Paulo

“São Paulo tem um significado especial para a DFG”, afirma o presidente da instituição

Publicado em 17 outubro 2014

Agência FAPESP – “A globalização é um processo muito complexo e que tem se mostrado fundamental para a pesquisa científica. A pesquisa precisa do pluralismo, da fricção e do debate de ideias, do contraste entre teorias opostas, pois é isso tudo que torna as descobertas surpreendentes possíveis”, disse Peter Strohschneider, presidente da Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG), na primeira conferência da FAPESP Week Munich, proferida na quinta-feira (16/10), em Munique, na Alemanha. O Centro Alemão de Ciência e Inovação – São Paulo (DWIH-SP) é parceiro da FAPESP Week Munich e participa do evento.

Strohschneider destacou que a busca pela colaboração que respeite as diversidades e leve a novos conhecimentos tem direcionado as atividades de cooperação científica da DFG. “Nesse cenário, a parceria que mantemos com a FAPESP desde 2006 é algo que consideramos especial, por permitir a criação de novas oportunidades de colaboração entre pesquisadores da Alemanha e do Estado de São Paulo”, disse.

Três chamadas de propostas de pesquisas já foram lançadas por meio do acordo de cooperação entre a FAPESP e a DFG. “São Paulo também tem um significado especial para a DFG, pois foi na capital paulista que, em 2011, abrimos um escritório voltado à colaboração com a América Latina”, disse Strohschneider. 

O escritório da DFG para a América Latina é de ramo administrativo e ponto de contato e orientação de pesquisadores locais e institutos de pesquisa. Ele já possui uma forte rede regional de organizações parceiras (FAPESP, FAPEMIG e FAPERJ, no Brasil), o que possibilita a cooperação e o co-financiamento de projetos conjuntos de pesquisa.  Em 2012, o escritório passou a integrar o Centro Alemão de Ciência e Inovação de São Paulo (DWIH-SP), que congrega instituições alemãs de fomento, de ensino superior e de pesquisa.

Para ler a reportagem na íntegra, acesse a Agência FAPESP.