Notícia

Brand Press

São Paulo sedia principal encontro de inovação aberta do mundo

Publicado em 26 outubro 2012

Com o aumento da relevância do Brasil no cenário econômico mundial e a atração crescente de eventos de negócios para o país, as principais capitais do país têm recebido cada vez mais eventos de referência global. O próximo evento de peso é o 5º Open Innovation Seminar, que será realizado de 12 a 14 de novembro no hotel Transamérica, em São Paulo (Av. das Nações Unidas, 18.591, Santo Amaro – São Paulo/SP).

Consagrado como o maior encontro de inovação aberta do mundo, OIS se destaca em 2012. Em sua quinta edição, serão três dias de evento, para o quais é esperado um público de cerca de 2.000 pessoas. Promovido de pelo Centro de Open Innovation – Brasil em um processo de cocriação com dezenas de instituições parceiras, o OIS 2012 já envolveu cerca de 500 pessoas em sua organização e conta com 150 painelistas, que se apresentarão em 15 palestras, 20 cursos e 10 arenas de inovação aberta.

As arenas são grupos de trabalho multidisciplinares compostos por profissionais de governos, universidades e empresas para buscar alternativas para grandes desafios brasileiros. São elas: Ciência sem Fronteiras; Mecanismos Públicos de Incentivo à Inovação; Ecologia Industrial; Cidades atrativas, sustentáveis e inteligentes; Institutos de Pesquisa e Intermediários de Inovação; Ecossistemas de Inovação; Centros de P&D de multinacionais no Brasil; Saúde, Bem Estar e Assistência Médica; e Transporte e Logística.

Segundo o diretor executivo do OIC, o evento atingiu esse patamar de alcance e maturidade pela capacidade de integração dos agentes da hélice tripla da inovação: academia, empresa e governo. “Ao longo dos últimos anos, temos construído uma rede com profissionais de referência nessas três esferas tanto em âmbito nacional quanto internacional. É essa característica que torna oportuno o enfrentamento de desafios nacionais por meio da inovação aberta”, afirma.

Governo Federal

O Governo Federal apoia o evento e participa com dois secretários de inovação: Álvaro Prata, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, e Nelson Fujimoto, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Além de suas equipes, as agências ligadas às duas pastas – Capes, CNPq, INPI, BNDES, ABDI e FINEP estão inseridas nos diversos grupos de trabalho, bem como as principais universidades federais.

Da mesma forma, há ampla adesão nos âmbitos estadual e municipal, pois o OIS conta os governos de estado de São Paulo e Minas Gerais e da Prefeitura do Rio de Janeiro, além da Fapesp, Fapemig, Investe SP, Instituto Butantan, CTI, Rio Negócios e institutos de pesquisa e universidades estaduais.

Desde suas primeiras edições, o Open Innovation Seminar agrega alguns dos maiores atores do cenário da inovação. Neste ano, grandes empresas brasileiras e multinacionais participam novamente. É o caso da Natura, O Boticário, Petrobras, Embraer, Telefonica, Johnson &Johnson, BR Foods, Saab, IBM, Stora Enso, Scania, Siemens, Rhodia, Dow, Ericsson e Volvo.

A presença do setor privado e sua atuação nos grupos de discussão será potencializada pelos parques tecnológicos de Guamá, Sorocaba, Itaipu, além do Tecnopuc e do Sapiens Parque. Presentes em cinco estados, serão representados juntamente com incubadoras e núcleos de inovação tecnológica de todo o país.

Alcance internacional

Um dos grandes destaques do OIS é sua capacidade de articular uma rede de atores para além do território nacional. Farão parte do evento embaixadas e representantes de 16 países: Suécia, Reino Unido, Índia, Coreia do Sul, Canadá e Alemanha e Austrália. Outros países, como Suíça, Finlândia, Dinamarca, Estados Unidos, Bélgica, Noruega, Holanda e Espanha, enviarão alguns de seus melhores pesquisadores.

Entre os painelistas, há especialistas que são referências mundiais em suas áreas de atuação, como a pesquisadora indiana Saras Sarasvathy, que se tornou conhecida por desenvolver a teoria de Effectuation e é reconhecida pela revista Fortune Small Business como uma das 20 melhores professoras de empreendedorismo do mundo, e o belga Wim Vanhaverberke, líder europeu no estudo da inovação aberta.

O OIS também já tem confirmada a presença da chefe de inovação aberta do instituto alemão Fraunhofer, Sabine Brunswicker, do conselheiro do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação da Dinamarca, Gert Vilhem Balling, e dos pesquisadores da universidade de Linkoping (Suécia), Henry Lopez Vega e Fredrik Tell. Além disso, participam o chefe de operações do Centro de Integração de Medicina, Tecnologia e Inovação dos Estados Unidos (Cimit), John Collins, o professor da Chalmers University of Technology, Jan Bosch, o chefe de Tecnologia da Saab, Pontus de Laval, e o chefe de operações do Lindholmen Science Park, Peter Ohman.

Semana Global do Empreendedorismo

Neste ano, o OIS também integra a Semana Global do Empreendedorismo (SGE) – movimento mundial que inspira, conecta e capacita jovens e adultos nas diversas áreas do empreendedorismo em mais de 120 países. Em 2011, a Semana Global mobilizou mais de 1,7 milhão de pessoas a partir de uma rede de 540 parceiros por todo o país – o que faz da Semana brasileira a maior do mundo, com três premiações internacionais.

Informações e inscrições: www.openinnovationseminar.com.br