Notícia

ABM Brasil - Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração

São Paulo inaugura hoje (2) o maior centro de pesquisa em grafeno da América Latina

Publicado em 01 março 2016

A partir de hoje, 2 de março, a Universidade Presbiteriana Mackenzie dá início aos dois dias de solenidade que inauguram o MackGraphe, maior centro de pesquisas em grafeno do país. Com presenças ilustres, o projeto com investimento de R$ 100 milhões dará início a uma próspera caminhada da ciência brasileira rumo ao topo.

Com agenda cheia, o evento se inicia às 17h e marca oficialmente a abertura do Centro de Pesquisas Avançadas em Grafeno, Nanomateriais e Nanotecnologias e dará explicações gerais sobre o projeto e as perspectivas da iniciativa.

No dia seguinte à inauguração, são realizadas duas palestras sobre as tendências e objetivos do grafeno e da ciência brasileira e ambas contarão com a presença de Sir Andre Geim, vencedor do Prêmio Nobel de Física, em 2010.

Para os membros do Instituto, as expectativas são grandiosas: "Pesquisas e produtos em grafeno já são o foco de grandes universidades do mundo e, agora, com o apoio da Fapesp, nós colocamos a América Latina nesse patamar", aponta Dr. Maurício Melo de Meneses, presidente do Instituto Presbiteriano Mackenzie.

Atual diretor do Centre for Advanced 2D Materials da National University, da Universidade de Cingapura, o físico Antônio Hélio de Castro Neto também aponta para um passo histórico do Mackenzie em termos de ciência e tecnologia na América Latina com a chegada do MackGraphe, uma vez que é o primeiro centro desenvolvido por uma universidade privada e com recursos próprios.

A inauguração e a conferência do prêmio Nobel serão abertas à imprensa. Caso tenha interesse entre em contato pelo e-mail: imprensa@mackenzie.br

Fonte: Assessoria de Imprensa da Universidade Presbiteriana Mackenzie